terça-feira, 1 de maio de 2012

ELES PENSARAM QUE REALMENTE TINHAM O CONTROLE SOBRE MIM.



(Minha intenção com esse blog é disseminar matérias importantes das verdades sobre Michael Jackson, tanto do artista quanto do ser humano grandioso que sempre foi e que teve sua verdadeira imagem distorcida ao longo dos anos e não de violar direitos autorais de outrem, então segue o crédito/link da fonte original de onde está sendo repassada essa matéria)
Créditos da matéria: http://dancingwiththeelephant.wordpress.com/


ELES PENSARAM QUE REALMENTE TINHAM O CONTROLE SOBRE MIM.

Parte I

Por: Willa e Joie

Joie:   Há duas semanas, começamos o ano novo examinando a incrível atração sexual de Michael Jackson e a discussão ficou às vezes, um pouco aquecida. Ou talvez eu deva dizer Willa, que tive um pequeno superaquecimento, por vezes, mas na verdade, quem poderia culpar-nos? Quero dizer, vamos lá. Estávamos falando sobre alguns bonitos... artísticos...curtas metragens e como verdadeiramente... artístico... Michael aparentou naqueles filmes. Na verdade, foi uma conversa muito educativa sobre as calças de Michael. Quero dizer ARTE! Arte... apreciação, certo Willa?

Willa:   Céus, Joie, você e aquelas calças de ouro! É uma coisa boa que não tinham aquelas calças na Fan Fest ou você ainda estaria lá.



Joie:   Na verdade, as calças de ouro estavam na Fan Fest, mas você entende o quê? Elas simplesmente não parecem tão mágicas quando ele não está nelas.

Willa:   eu posso acreditar que...

Joie:   Bem de qualquer maneira, seguimos essa conversa com uma discussão particular e todas as maneiras diferentes que a música e o curta-metragem podem ser interpretados. Pareceu-me apropriada de alguma forma, desde que ficamos tão distraídas por ela no posto de símbolo sexual. Mas esta semana, queremos voltar à trilha com essa conversa inicial sobre raça e sexo e nosso objetivo é colocar Michael Jackson dentro de um contexto histórico e falar sobre o porquê foi um fenômeno cultural tão importante, e por que houve uma forte reação contra ele por causa disso. Mas a fim de entender por que a ideia de um símbolo sexual negro era tão radical, precisamos dar um passo atrás no tempo e olhar para a história horripilante da nossa nação, vergonhosa história da escravidão e da sexualidade.

Willa e eu sabemos que isto é muito doloroso, um território muito feio. E enquanto não é fácil de ler - ou escrever sobre esse assunto - sentimos fortemente que esta discussão seria inútil e incompleta sem esta pequena aula de história. É necessário, para compreender a tremenda importância de Michael Jackson, não apenas como artista, mas, como uma figura cultural.

Willa:   Isso é realmente verdade, Joie, e como você disse há duas semanas, a história se repete. Muito do que aconteceu em 1993, quando ele foi falsamente acusado de um crime sexual era simplesmente uma continuação dos padrões raciais / sexuais que foram estabelecidos no início da história da nossa nação, retornando a maneira quando a escravidão foi introduzida na América do Norte em 1600. Assim, podemos obter uma melhor compreensão do que aconteceu em 1993, e por que a polícia agiu da forma como fez, e por Michael Jackson respondeu a maneira como ele fez, olhando para trás e vendo como que todo o episódio se encaixa dentro desses amplos padrões.
Nossas atitudes sobre gênero, raça e sexualidade são tão interconectadas nos Estados Unidos que é quase impossível para desemaranhar deles. Acho que há uma razão, Michael Jackson atravessou os limites de gênero e sexualidade, bem como a raça: é porque eles estão tão interligados que você não pode realmente mudar as atitudes sobre qualquer um deles nos níveis psicológicos profundos que ele estava operando, sem abordar todos os três.
Racismo nos Estados Unidos foi uma luta contínua entre a opressão branca e resistência negra durante séculos, e essas batalhas focaram-se em corpos humanos reais e quem os controlava - particularmente os corpos das mulheres. Num sentido muito real, os corpos das mulheres foram os campos de batalha em que esta luta de poder em curso entre as raças foi travada.
Tradicionalmente, os homens brancos tiveram acesso aos corpos das mulheres negras. Antes da Guerra Civil, brancos escravistas literalmente possuíam corpos de mulheres negras, e muitos desses homens reivindicaram o direito de fazer o que eles queriam, por força ou coerção, se necessário. Há uma razão para a maioria dos americanos negros serem mestiços e não "puro" negro - é porque a maioria dos americanos negros tem pelo menos um estuprador branco em sua árvore genealógica, como Malcolm X expressou. Até mesmo Thomas Jefferson provavelmente teve filhos por uma de suas esposas escravas, Sally Hemings.

Joie:   Eu acho que você pode tirar o "provavelmente" dessa frase, Willa.

Willa:  Eu acho que você está "provavelmente” certa, Joie. Provas de DNA mostraram que era muito provável ele ser o pai de pelo menos um de seus filhos e, possivelmente, de todos os seis. Assim, mesmo o autor da Declaração da Independência - o homem que escreveu as palavras "Consideramos estas verdades como evidentes por si mesmas, que todos os homens são criados iguais" – aparentemente, ele mesmo sentia que tinha o direito do corpo de uma mulher negra, e enquanto essa crença era geralmente implícita, ela também era implicitamente aceita. 
E, tradicionalmente, os homens negros foram proibidos de corpos de mulheres brancas por ambas as leis e os costumes sociais como discutimos um pouco, há duas semanas. As mulheres brancas que se relacionavam com os homens negros eram vistas como traidoras de sua raça, e eram desprezadas. Homens negros que relacionavam com mulheres brancas, ou em alguns casos, até mesmo olhavam para uma mulher branca, eram vistos como infratores de um território e não tinham o direito de reclamar, e muitos desses homens eram torturados e mortos. A clara mensagem era de que o corpo de uma mulher branca era fora do limite para um homem negro - mesmo se ele tivesse o seu consentimento e mesmo que fosse a sua ideia.
Assim, os corpos das mulheres tornaram-se a paisagem simbólica em que a opressão racial foi escrita, com os homens brancos afirmando domínio sobre os corpos das mulheres negras, e impondo violentamente proibições contra homens negros de transgredirem em corpos de mulheres brancas.

Esta dinâmica racial / sexual existiu há mais de 300 anos, e até certo ponto essas atitudes persistem até hoje. Mas de repente na década de 1980, algo radical aconteceu: Michael Jackson se tornou um ídolo adolescente - o nosso primeiro ídolo adolescente negro - e um fenômeno inteiramente novo na história da nossa nação. Meninas brancas desmaiavam em seus shows, penduravam seus pôsteres em seus quartos, e expressavam abertamente como ele era sensual, e aquilo era verdadeiramente revolucionário.

Joie: Willa... Concordo com tudo o que você está dizendo. Mas, vou brincar de advogado do diabo por um minuto e salientar que a posição de Michael como o primeiro ídolo teen negro pode não ter sido tão revolucionário quanto você pensa. Ou talvez seja melhor dizer que, o que eu vou dizer vai explicar como sua ascensão a essa posição foi mesmo possível. E isso pode trazer alguma luz sobre onde nossa cultura estava naquele tempo também. Eu apenas sinto que é importante ressaltar que Michael não foi o primeiro. Houve alguém quem flamejou a trilha à sua frente e, possivelmente, pavimentou o caminho para ele. Como você diz, na década de 1980, algo radical aconteceu. Mas apenas poucos anos antes, em 1977, algo ainda mais radical aconteceu: seu nome era Teddy Pendergrass.
Teddy Pendergrass foi um africano artista americano de R & B soul que havia subido para o sucesso como vocalista do grupo Harold Melvin e as Bluenotes no início de 1970. Mas em 77 ele seguiu carreira solo e sua carreira disparou. Tornou-se o primeiro cantor masculino negro para gravar cinco consecutivos álbuns multiplatina e seu sucesso era devido, em grande medida para seus hits sensuais como "Feche a Porta", "Apague as luzes" e "Venha comigo". Todos que ele fez com uma dose muito saudável de atração sexual. Suas letras não eram grosseiras, como em um monte de R & B de hoje, mas quando combinada com sua voz de barítono sensual eram vistos como sensual e romântico e até mesmo limitado ao erótico. Combine isso com o fato de que ele era muito fácil sobre os olhos - alto, moreno e bonito - e você tinha "um fenômeno inteiramente novo na história da nossa nação", como você disse antes. As mulheres o amavam. Todas as mulheres. Negras, brancas - não importa. Mulheres embalavam suas performances com lotações esgotadas e desmaiavam enquanto ele estava no palco cantando para elas.
E ele definitivamente enfatizou isso. Na verdade, seus shows eram famosos por sua sensualidade evidente e ele usava esses trajes apertadinhos no palco (precursores das calças de ouro) e ele mesmo anunciava para os homens na plateia que estava "tornando suas mulheres prontas para mais tarde a noite." As coisas ficaram tão quentes que ele começou a faturar seus shows como “somente para senhoras", algo que algumas estrelas da música de hoje do sexo masculino estão tentando copiar, e no final de cada show, o palco ficava completamente cheio de calcinhas das mulheres - muitas delas com números de telefone escritos nelas. E estamos falando de apenas um mar de mulheres - Brancas, Negras e entre todas as cores.

Até o final de 1978, Teddy Pendergrass era o principal símbolo sexual, muitos na mídia tinham até começado a chamá-lo de "o Elvis Negro", e ao início de 1982 - mesmo ano Michael Jackson explodiu – Teddy Bear, como as mulheres gostavam de chamá-lo, já tinha definido as imaginações sexuais de muitas mulheres brancas em chamas. Talvez as mesmas mulheres brancas que tinham filhas adolescentes que mais tarde iriam desmaiar e desmaiar em frenética adulação sobre Michael Jackson. Então, assim como jovens meninas Brancas estavam enlouquecendo sobre Michael Jackson no início dos anos 1980, muitas de suas mães tinham enlouquecido sobre Teddy Pendergrass no final dos anos 1970. Na verdade, se não fosse por um trágico acidente de carro que alterou sua vida em 1982 e que o deixou paralisado da cintura para baixo aos 31 anos, Teddy Pendergrass poderia ter se tornado um aquecido rival musical de Michael em termos de capturar os corações e imaginações sexuais das jovens mulheres em toda parte. Assim, no início dos anos 1970, aqueles profundos tabus e a estrutura do poder racial / sexual já estavam sendo desafiados por TP antes de Michael assumir essa função.


Willa:   Joie, isso é tão interessante. Eu sei que Teddy Pendergrass foi um grande nome e um cantor maravilhoso. (Se você é um fã de basquete universitário, ele canta a versão clássica de "One Moment Brilhante", a canção tema do campeonato NCAA) E sei que havia belos artistas negros com atrativos cruzando antes de Michael Jackson - artistas como Sidney Poitier, Harry Belafonte, e Al Green - mas eles foram bastante sutis. Eles definitivamente tinham atração sexual, mas, era suavizado, não evidente. Eu simplesmente não consigo imaginar Sidney Poitier rasgando sua camisa aberta. Eu não soube que o fenômeno Teddy Pendergrass, teve esse outro total elemento a ele. Isso é surpreendente.


Joie:   Sabe, eu não percebi isso na época também. Eu era uma adolescente e estava muito consciente dele, porque a minha mãe e minhas tias estavam enlouquecendo por ele, porém, não foi após Teddy Pendergrass falecer e eu estava assistindo a um daqueles "por trás da música" tipo de mostra sobre sua carreira que vim a entender  completamente o seu impacto. E, claro, como sempre faço quando penso em qualquer artista ou grupo musical, não pude deixar de pensar de modo relacionado com Michael e sua carreira. Então, esses limites estabelecidos pelos tabus raciais / culturais foram sendo corajosamente atravessados direita e à esquerda por Teddy Pendergrass. Mas então, ele bateu em uma barreira - literalmente - e sua carreira tomou um caminho diferente. Porém no mesmo ano ele foi forçado a parar de empurrar os limites, Michael Jackson, de repente sobe à superfície e assume, embora tenha continuado com isso de uma maneira completamente diferente. Mas, eu apenas penso que é realmente significativo e não coincidente, de modo algum.

Willa:   Isso é tão interessante, Joie, e você está absolutamente certa - Ele mostra que as atitudes culturais foram mudando e era o momento certo para alguém como Michael Jackson. E uau, ele aproveitou o momento. Ele foi o maior astro de todos eles - a maior estrela de sempre, de qualquer raça - e ele foi reconhecido em todo o planeta como um dos homens vivos mais sensuais.
Mas então ele fez algo que acredito que foi ainda mais revolucionário. Depois de provar que ele era extremamente atraente para milhões de mulheres de todas as raças - e ele definitivamente provou - ele se recusou a explorar esse direito. Ele manteve sua sexualidade muito particular, e ele se recusou a usar o sexo como uma exibição de poder masculino e coragem.
Como mencionado anteriormente, o poder racial (e poder masculino em geral) tem sido tradicionalmente escrito sobre os corpos das mulheres. Na história de nossa nação, em particular, os homens brancos tiveram acesso aos corpos das mulheres negras e homens negros não tiveram acesso aos corpos de mulheres brancas. Se Michael Jackson tivesse desenvolvido uma reputação de dormir com supermodelos ou fanáticas brancas e cantado canções que sustentassem esse tipo de personalidade - em outras palavras, se ele tivesse se comportado como uma estrela branca do rock - ele teria desafiado seriamente a estrutura do poder tradicional e mudado a forma como as peças foram posicionadas no tabuleiro.
Porém, ele fez mais do que isso. Ele não somente moveu as peças ao redor, ele rejeitou o tabuleiro completamente. Ele atravessou as fronteiras do gênero, bem como os limites raciais e se recusou a escrever o poder masculino sobre o corpo das mulheres.
Michael Jackson era muito atraente para as mulheres, mas ele também se identificava com as mulheres e tinha fortes amizades com mulheres, e algumas de suas obras mais populares têm a sensibilidade masculina e feminina. Ele era obviamente um homem, mas ele não rejeitou as partes femininas de sua personalidade, e vemos isso em seu trabalho. "Dirty Diana" é uma canção sobre uma groupie e uma estrela do rock, poderia ter sido muito explorador, mas não foi. Na verdade, está escrito muito de sua própria perspectiva, com o ponto de vista deslocando para frente e para trás entre os dois. E The Way You Make Me Feel é um dos vídeos mais feministas. Eu, pessoalmente, já vi: ele critica diretamente a forma como os homens usam as mulheres para se provarem a outros homens.

Joie: Aquele é realmente um ponto muito bom, Willa, e concordo com você. Mesmo In The Closet, de que falamos na semana passada, é escrita sobre ambas as perspectivas, dele e dela. Ele está indo sobre como ele é atraído por ela e perguntando o que sobre ela que o atrai tanto, mas ela é a única jorrando toda a sabedoria sobre sexo e relacionamentos.

Willa:  Eu não tinha pensado sobre isso, Joie, mas você está certa - é estruturado como uma conversa entre os dois, e começa com a voz dela, não dele.

Assim, Michael Jackson não somente atravessou as fronteiras raciais e desafiou a autoridade Branca. Ele também cruzou fronteiras de gênero e desafiou a autoridade patriarcal. É difícil para me expressar o quão radical e importante é isso. Isso foi verdadeiramente transgressor e perigoso também. Ele estava violando alguns dos nossos mais profundos tabus e contrariando séculos de opressão racial / patriarcal / sexual. Foi muito perigoso - ele recebeu ameaças de morte - e ele negociou esse campo minado por mais de uma década.

Joie: É verdade, Willa, era uma posição perigosa para ele estar dentro. E na próxima semana, na segunda metade desta série de duas partes, vamos nos aventurar em algumas águas realmente turvas, a fim de dar uma olhada em por que aquilo era tão perigoso e vamos examinar os eventos de 93 e colocar isso em um contexto histórico para entender por que foi tão significativo.

dancingwiththeelephant.wordpress.com/2012/01/18/they-thought-they-really-had-control-of-me-pt-1/

Tradução: Maíra

................

8 comentários:

  1. MAÍRA,VC ESTA LOUCA !!!

    Como eu posso ler o poste com essas fotos,não consigo tirar os olhos delas,fui um sacrifício para poder comentar

    Eu coloquei a musica nova de Michael e entrei no blog,quase tive um ataque do coração

    Eu só ia dar uma olhadinha no blog e ia dormir,mais como vou dormir agora com Michael me mostrando tudo isso,ele esta me mostrando com uma mão o veneno e com a outra gesticulando e falando..."Ana quer um pouquinho,só um pouquinho vai Ana" e na outra ele esta dizendo.."vc querendo ou não vou te catar assim mesmo huuu"

    Ai ai,ja me vi passar a noite em claro rolando na cama,não vou precisar nem de cobertas,vou ter que ligar o ventilador

    Quem vai perder o controle sou eu amiga

    Bjãoooo!!!

    Loveeee !!!

    ResponderExcluir
  2. Amiga, conseguiu dormir??? rsrs.... Ele muitas vezes nos rouba o sono mesmo...kkk

    Estou louca e completamente em chamas, amiga. :D

    O fofo é um perturbador da nossa pureza, né não??? O.O
    Ele nocauteia, detona, esfarela, esmigalha... nossa pureza sem dó. Como pode ser tão poderoso assim?? :O

    Desconfio que Michael tem o poder sobre nós... Ele faz dos nossos pensamentos o que bem quer...direciona-os pra lá e pra cá... o.O

    Uffaaa!! Que homem!! My God!!
    ...todo torneadinho, todo gostosão, todo formosão...por dentro e por fora. Todo completão. TII. ;)

    Pena que algumas pessoas acham que quando se comenta sobre a sensualidade, o poder de sedução de Michael, está se faltando com respeito à ele. Jamais faltaria com o respeito à Michael, como jamais deixaria de admirá-lo por completo, por pura hipocrisia.. Alguns assuntos prazerosos, pasmem, ainda são tabus, ainda são vistos como sendo “pecaminosos” na mente de algumas pessoas..ou coisa parecida...Bom, mas cada um é cada um e aproveita as maravilhas da vida como achar que deve.

    Eu, reverencio cada detalhe de Michael, tanto a sua beleza interior como a exterior também... hummm e como tem detalhes para serem apreciados, my god!!! :)

    Todo o potencial e beleza de Michael em nada o vulgariza, em nada o deprecia, somente o valoriza como homem sensual, como gênio e como um ser humano incrivelmente perfeitão, por dentro e por fora! Amo dar uns mergulhos nesse homem e me embriagar em êxtase..

    Ana!! Deixe de ser pretensiosa mulher! :O

    Mas vou te contar um segredo amiga, ele me seduziu completamente, fui pra lua enquanto eu criava o cartão..rsrs...
    Percebeu nele a minha inspiração??? Hummm...quase tive um treco.

    E depois de me seduzir e me deixar em transe, ele disse assim: “Será que eles pensaram mesmo que tinham o controle sobre mim????? Não, claro que não!!! Eles tiveram a certeza que não!!!”
    Dá-lhes Michael!!

    rsrsrs... nosso fofo é o máximo né amiga!!! Uffa!! Que presentaço!!

    Bjãooo
    LOVE

    ResponderExcluir
  3. Não dormi não Maíra,estou com olheiras,tenho que falar que é por causa da gripe rsrsrs

    Meu filho deu risada quando viu eu fixada na foto

    Michael sabe ser sensual e sedutor com classe,ele nunca usou esses atributos vulgarmente e sempre respeitou a classe feminina

    Mas Maíra,se vc conseguir tirar os olhos de uma certa parte central,menina,de uma olhada nessas coxas,roliças,durinhas,fortes,que coxas maravilhosas,bem torneadas...ai...eu me vejo alisando essas coxas,começando pelo lado de fora descendo ate o joelho e subindo pela parte inferior e chegando la na parte central,dando uma apalpada carinhosamente leve,ai desço pela outra na parte inferior ate o joelho novamente e subo terminando na parte central...menina,isso é um delírio de homem...e quem não gosta que se dane,é uma a menos na lista he he he,sobra mais pra nós

    Mais essa análise é importante,e fora a segunda parte,tem outras que falam sobre a sexualidade de Michael,de seu poder sedutor e como ele nunca se aproveitou disso para conseguir as mulheres que caiam a seus pés,ele sempre respeitou,Michael é um homem incrível

    Capricha na foto da segunda parte tambem amiga,eu não me importo em de passar noites em claro,te garanto que vala cada segundo sem pregar os olhos

    Ótima tradução Maíra,e mais ótima as fotos do Mi Morzão

    Bjão

    Love

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, amo essas coxas do fofo, quando disse que ele é todo torneadinho, me referi as coxas, sabia?? :D
      Nosso fofo é todo torneadão, todo perfeitão e ponto final.rsrs...

      Essa análise é realmente fantástica, como as outras também.

      Sempre esteve muito evidente que Michael foi perseguido e humilhado da forma que foi, por ser negro. Toda conspiração feita a ele foi por puro racismo.

      As meninas fizeram uma análise perfeita, tudo se encaixa da forma exata. A explicação que deram sobre a escravidão e a comparação detalhada sobre tudo que aconteceu com nosso Michael, é realmente dolorosa e muito esclarecedora.

      Michael não merecia ter passado por isso, ou melhor, ninguém merece passar por isso. É realmente uma crueldade, uma podridão.

      Amiga, Michael é naturalmente sensual, né? Não precisa de esforço algum.
      Já ouvi alguém dizer que Michael fora do palco é um ser humano incrível,um anjo humanitário e no palco um demônio sedutor. Concordo em gênero, número e grau.
      Michael sabe muito bem seduzir sem apelar, sem ser vulgar. Michael é o máximo!!!

      srsrs...se importa não né miga??? :D
      Pode deixar que vou fazer uma mistura de Michael com Michael e sem dúvida, ficará perfeitooo!! :)

      Obrigada amiga, tb me esforcei e dei o meu melhor, como vcs tb fazem. :)

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
  4. "Eu amo as mulheres, mas fazer do sexo uma arma de poder ou chantagem, é usar de um jeito repugnante uma das graças que Deus nos deu."

    Estas e outras palavras ditas por Michael, mostram bem isso, o quão respeitoso ele sempre foi com as mulheres, o quão maravilhoso este homem sempre foi, um homem que sabe como tratar uma mulher.
    Naquelas conversas com o rabino ele disse que ele queria que a mulher da vida dele fosse bonita por dentro e por fora.
    Como ele, não é?
    Lindo e maravilhoso por dentro e por fora.
    É isso aí. Cada dia vamos aprendendo mais e mais sobre essa maravilha que Deus nos presenteou e temos que lapidar essa jóia com muito carinho, na ponta dos dedos.
    Muita coisa ainda prá ser analisada, discutida, comentada, trazida à tona sobre essas acusações. Muita coisa ainda para ser tirada de baixo do tapete esses anos todos, o tapete da vergonha que fizeram com esse homem que, independente de ser ele, Michael, foi tratado com o mais profundo ódio que alguém poderia receber.
    E está aí a nossa importância como fãs, reverter tudo isso e ajudá-lo na cura do mundo.
    Costumo dizer que as músicas dele se encaixam como uma luva, também para o que sentimos por ele e sobre ele.
    Neste momento eu diria: 'I JUST CAN'T STOP LOVING YOU'
    Bjs
    LOVE

    ResponderExcluir
  5. "Eu amo as mulheres, mas fazer do sexo uma arma de poder ou chantagem, é usar de um jeito repugnante uma das graças que Deus nos deu."

    Wendy amiga, amo essa frase de Michael. Fui pegar um cartãozinho que fiz com ela, mas não encontrei, provavelmente ele tb estava junto com os outros arquivos que perdi.
    Perdi tanta coisa com o problema do hd, que toda vez que procuro alguma coisa e comprovo que tb perdi, fico super chateada. Eu tinha uma pastinha com vários cartõezinhos em andamento e alguns prontos, mas já eram. Vou fazer outro.

    Michael é um homem especial, um homem tão desejado, justamente por ser como é, um homem amoroso que valoriza e respeita a mulher.

    Sim amiga, temos que cuidar direitinho desse presente que Deus nos deu.

    Com certeza, não conhecemos nem a metade dessa riquíssima História. Por isso os fãs deveriam se unir cada vez mais em busca de todas as maravilhas e verdades de Michael e propagá-las ao mundo para que todos também tenham esse mesmo privilégio que temos, o privilégio de amar Michael e fazer parte de seus ideai.

    I JUST CAN'T STOP LOVING YOU, é simplesmente divina! Um poema do mais puro amor.
    O amor que Michael faz transbordar em nós é mágico e elevado... é êxtase puro!!

    Bjãooo
    LOVE

    ResponderExcluir
  6. Fernanda Capucho02/05/2012 22:59

    Amiga,esse post tá quente! rsrsrs..
    Essa foto.. tá de matar!
    Foi difícil ler o texto desse jeito!
    Lindo,inteligente,talentoso,sexy,gostoso...
    Aiii me acaboooo! rsrsrs...
    Michael sabia medir,ele sabia como usar seus dotes e na medida certa.Ele não era vulgar e como vocês disseram,sabia valorizar as mulheres! Isso é muito cativante.
    Este homem é completo!!!
    Na foto.. ele está me chamandoooo para apreciar mais de perto seus dotes masculinos!Isso é perigoso! rsrs..
    As meninas,Joie e Willa mais uma vez arrasaram.. e você Maíra também arrasou na tradução! Ficou perfeita! Parabénss!
    Toda vez que entro no blog são no mínimo 10 minutos só olhando esse homem maravilhoso! Tem como resistir?? NÃO MESMO!
    Bjãoo
    LOVE <3

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Fê. Estamos nos esforçando sempre e oferecendo o nosso melhor. :)

    Michael atrai toda a atenção pra si, tem jeito não..rsrsr..

    Esse homem é um arraso total...ploft

    bjãooo LOVE

    ResponderExcluir