quarta-feira, 30 de março de 2016

“Então deixe a Performance começar”





“Então deixe a Performance começar”

"Quanto mais eu tenho estudado Michael Jackson e sua obra, mais fico convencida de que ele era um homem de tremenda coragem e profundo insight psicológico, ferozmente comprometido com a mudança social, ironicamente engraçado mesmo durante os momentos mais difíceis e um artista no âmago do seu ser.


Ele enxergou tudo em termos de arte e o poder transformador da arte.

Nós não temos acesso direto ao mundo, só podemos acessar o mundo através de nossos sentidos e percepções, e a arte tem a capacidade de desafiar e mudar essas percepções. Isso é um tremendo poder e Michael Jackson compreendia isso melhor do que qualquer outro artista do seu tempo.

Por exemplo, como os sintomas do vitiligo de Jackson tornaram-se progressivamente piores, ele poderia ter respondido, cobrindo as manchas brancas com a maquiagem escura o resto de sua vida, como sua maquiadora, Karen Faye, diz que ele fez os primeiros anos da doença. Ou ele poderia ter revelado totalmente tudo, ter usado a maquiagem mínima e ter-se tornado um porta-voz para a consciência vitiligo e tratamento. Em vez disso, ele desenvolveu uma resposta artística que desafia as nossas crenças mais fundamentais sobre raça e identidade, e mudou a nós e a nossa cultura em maneiras que ainda não começaram mensurar.

Da mesma forma, Jackson poderia ter respondido à percepção pública de que ele era um molestador de crianças tentando ignorar isso ou superar isso de alguma forma, embora seja difícil ver como ele poderia ignorar um problema tão em desacordo com suas crenças centrais. Ou ele poderia ter se aposentado totalmente da vista do público e desfrutado de uma vida privada confortável com sua nova família, algo que ele nunca tinha tido antes. Em vez disso, ele desenvolveu uma resposta artística que abala os alicerces da própria percepção, e desafia algumas das nossas suposições mais básicas sobre como podemos ver, interpretar e dar sentido ao mundo.

Esse é o trabalho de um artista poderoso."


(Willa Stillwater - no livro M Poetica: Michael Jackson's Art of Connection and Defiance)


Fonte: https://dancingwiththeelephant.wordpress.com/rereading-michael-jackson/


Tradução Maíra.

..........

quarta-feira, 23 de março de 2016

Michael para sempre...



"Escrevi 'Will You Be There' em minha casa, Neverland, na Califórnia... 
Não pensei muito sobre ela. 
Por isso é difícil tomar o crédito para as canções que escrevo, 
porque sempre sinto que isso é feito de cima. 
Sinto-me feliz por ser esse instrumento através do qual a música flui. 
Sou apenas a fonte pela qual ela vem. 
Não posso levar o crédito por isso porque é obra de Deus. 
Ele apenas usa-me como mensageiro..."

Michael Jackson em entrevista Ebony Jet, maio 1992




"E existem aquelas pessoas, que por mais distantes que estejam, ainda continuam perto. Aquelas, que passe o tempo que passar, serão sempre lembradas por algo que fizeram, falaram, mostraram ou nos fizeram sentir. 
É isso. As pessoas são lembradas pelos sentimentos que despertaram em nós, e quanto maior o sentimento, maior se torna a pessoa." 

(Caio F. Abreu)




"Que vontade a gente sente um monte de vezes de ir lá pertinho do ponto exato onde mais dói alguém que amamos e soprar a tal dor para um lugar onde ela não machuque mais ninguém. 
Como não podemos, abraçamos, que o abraço é também um jeito de dizer: "vai passar, está passando; eu estou aqui com você." 

Ana Jácomo


"Quando estamos diante de algo ou de alguém que é absolutamente precioso na nossa vida, a gente ama. E muitas vezes se surpreende, de novo ou pela primeira vez, com a própria capacidade de amar." 

(Ana Jácomo)


"Quando estamos diante de algo ou de alguém que é absolutamente precioso na nossa vida, a gente sabe...A gente sabe porque o coração também sai de casa pra sorrir e quer convidar outras tantas vidas pra sorrir junto. A gente sabe porque não consegue mais imaginar que o nosso caminho desaprenda a passar por lá, mesmo que precise aprender a desaprender depois. 
A gente sabe porque se sente feliz. Simplesmente feliz." 

Ana Jácomo


........

quarta-feira, 16 de março de 2016

As palavras de Michael Jackson..




“Se sou culpado de qualquer coisa, é de dar tudo que pude para ajudar crianças, do mundo inteiro. É de amar crianças de todas as idades e raças. É de ganhar alegria e felicidade, ao ver crianças com suas inocências e rostos sorridentes. É de aproveitar através delas a infância que perdi. Se eu sou culpado de qualquer coisa, é de acreditar no que Jesus diz sobre as crianças. ‘Crianças venham até mim. Não as proíbam, pois o reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas.” De jeito nenhum, estou afirmando que sou Jesus. Mas eu tento sim ser como Jesus no coração.”

Michael Jackson



“Se uma pessoa branca se expõe ao sol, durante horas, para tornar-se aquilo que não é, ninguém diz nada a respeito. O negócio dos bronzeadores e autobronzeadores rende milhões e é aceito por todos. Então porque é que o fato de eu estar mais claro tem de ser motivo de manchete?" 

Michael Jackson



“Apesar de tudo o que a imprensa diz sobre mim ou celebridades em geral, eu continuo seguindo em frente. Não presto atenção ao lixo dos tabloides – é lixo! Tenho meus sonhos, sou um visionário e me recupero rápido. Sinto como se eu tivesse uma armadura, como uma pele de rinoceronte. Estou aqui para fazer as coisas que tenho que fazer. “ 

Michael Jackson



“ A imprensa me fez tão… Deus! Horrível, Histórias horríveis, espantosas, muito espantosas mesmo! Tão longe da verdade.”

Michael Jackson

...........

quinta-feira, 10 de março de 2016

As verdades sobre Michael Jackson





"O estado do mundo hoje reflete a perda dessa flutuabilidade e alegria, o espírito livre que é o coração de uma criança, a mente de uma criança.
Estamos em um transe. Esquecemos quem fomos e especialmente, quem somos por dentro.
Secou a alegria; O mundo é um deserto. As pessoas sentem essa sede." 

Rev. Barbara Kaufmann





“Michael Jackson entendia essa sede de alegria, liberdade e a natureza despreocupada da criança interior. 
Ele compreendia o quanto isto era importante para a salvação do mundo.
Ele viveu a sua vida com o coração de uma criança e por isso fez as crianças intuírem que ele era seu benfeitor, o seu defensor. 
O mundo teve pouca tolerância para esse homem que manteve seu coração de criança intacto, que não o perdeu para os sonhos artificiais do mundo, mas se manteve verdadeiro aos seus sonhos internos.” 

Barbara Kaufmann




“A sociedade teve pouca compreensão do gênio, do artista gentil que abraçou suas duas naturezas, masculina e feminina, que procuravam ensinar a cooperação mundial em vez da competição, o amor em vez do medo, a inclusão ao invés da exclusão, e que incentivou a retenção do espírito de criança. Ele acreditava que as crianças eram a resposta à indiferença da dor do mundo, que era para tornar-se "como uma criança", que concediam as chaves para o reino.” 

Barbara Kaufmann



..........

quarta-feira, 9 de março de 2016

Michael Jackson e Lisa Marie Presley em Pinturas


"Os Amantes"

Brett-Livingstone Strong pintando o quadro de
Michael e Lisa intitulado "Os Amantes"



Quadro Os Amantes de Brett-Livingstone Strong 


Quadro Hylas e as Ninfas de John Waterhouses

“Os Amantes” foi inspirado por John Waterhouses de “Hylas e as Ninfas”, pintado em 1897. A pintura retrata um casal romântico, Michael Jackson e Lisa Presley, rodeado por jovens fadas ninfas, em uma lagoa na floresta encantada cheia de samambaias e flores. A pintura retrata um momento na mitologia grega, onde Hilas é atraído pela primavera e pelas ninfas como mostrado, e Michael é puxando pelo braço da primavera. Strong optou por criar essa pintura, devido à própria personalidade de Michael Jackson de paz e amor.

A cena é como Michael Jackson viu-se na mitologia grega e na imortalidade. A qual tem sido percebida como uma pintura polêmica pelo fato de ser uma obra de arte mágica e romântica com tais profundidades que poucos entenderam até agora.
...

 "Camelot"


Obra Camelot foi encomendada pelo Rei do Pop ao pintor David Nordhal em 1995. Pintura retrata o cantor e sua então esposa Lisa Marie Presley em ambiente com ares renascentistas.

"Em novembro de 1994, passei duas semanas com Michael e Lisa Marie na Trump Towers em Nova York. Eu estava lá para trabalhar em dois projetos de Michael enquanto ele estava no estúdio de gravação. Michael e Lisa Marie estavam muito bem juntos e foi muito divertido estar com eles. 
Em 1995, Michael me pediu para fazer uma pintura do dois. Não era para fazer um retrato normal, ele veio com uma visão criativa de como ele queria retratar o seu amor, um pelo outro.

Michael me deu uma lista de coisas que ele gostaria de ver na pintura. Eu fiz um esboço e enviei o original para ele. Ele me ligou quando recebeu. Ele disse que adorou e não mudou nada a não ser para fazer o castelo mais "fantasioso".

Nessa época, eu estava trabalhando em 3 ou 4 projetos para Michael. Eu perguntei se eu deveria pôr de lado esses projetos em favor desta pintura. Michael me disse para terminar o que eu estava trabalhando e para fazer a pintura depois. Infelizmente, na hora que terminei esta pintura, Michael e Lisa Marie se separaram."

A Pintura Camelot foi leiloada em 2010 com uma carta de autenticidade


...

Aqui Michael aparece com uma linda pintura em que os dois são retratados









Essas foram as duas pinturas encomendadas por Michael...

Para o clipe de You Are Not Alone Michael se inspirou em uma pintura chamada ''Daybreak'', feita por Maxfield Parrish, em 1922. A tradução de Daybreak é algo como ''amanhecer'' ou ''madrugada''.




Abaixo deixo mais dois quadros que Brett fez e outros que retratam Michael e Lisa juntos..

By Brett-Livingstone Strong






Aqui podemos ver os olhos de Lisa Marie no canto inferior direito.


Outras pinturas de autores desconhecidos







Fonte: http://newspressrelease.wordpress.com/2010/10/21/quadro-%E2%80%9Cos-amantes%E2%80%9D-de-michael-jackson-e-lisa-marie-presley-ira-a-leilao/
e
http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/08/quadro-que-retrata-michael-jackson-e-filha-de-elvis-vai-leilao-na-china.html
e
http://michaeljacksonelisapresley.blogspot.com.br/2013/05/michael-jackson-e-lisa-marie-presley-em.html

......

domingo, 6 de março de 2016

Camelot - Michael & Lisa Marie

Camelot - óleo sobre tela, assinado pelo artista David Nordahl

Este retrato de Michael Jackson e sua esposa Lisa Marie Presley foi encomendado por Michael em 1995. Michael deu direções artísticas muito específicas para Nordahl, incluindo uma lista de coisas que queria ver na pintura. O artista teve de pôr de lado a conclusão deste trabalho para concluir outras incumbências para Michael. Quando Nordahl voltou para completar a pintura o casal tinha se separado.

A pintua foi vendida por Leilões Julien por $7,680, em Outubro de 2010, companhado de uma carta de autenticidade de David Nordahl




Tradução da carta de autenticidade 


"Camelot" 
Michael & Lisa Marie 

Em Novembro de 1994, passei duas semanas com Michael e Lisa Marie nas Torres Trump em Nova York, eu estava lá para trabalhar em dois projetos de Michael enquanto ele estava no estúdio de gravação. Michael e Lisa Marie eram formidáveis juntos e era muito divertido estar com eles. 

Em 1995, Michael me pediu para fazer uma pintura deles dois. Não queria fazer um retrato normal, ele veio com uma visão criativa de como ele queria retratar o amor deles um pelo outro. Michael deu-me uma lista de coisas que ele gostaria de ver na pintura. Fiz um esboço (a cópia desse esboço foi incluída dentro da carta) e enviei o original para ele. Ele ligou-me quando recebeu o esboço. Disse que adorou e para não mudar nada, exceto para tornar o castelo mais "fantasioso". Neste momento, eu estava a trabalhar em 3 ou 4 projetos para Michael. Perguntei se deveria deixar de lado esses projetos em favor desta pintura. Michael disse-me para terminar os trabalhos que estava a fazer e para fazer a pintura mais tarde. 

Infelizmente, pelo tempo que eu demorei a chegar a esta pintura, Michael e Lisa Marie tinham-se separado.




Tradução e transcrição da carta de autenticidade por: Espaço Michael Jackson



........

quinta-feira, 3 de março de 2016

Off The Wall 2016 : Criando a arte da capa



Conceitos e esboços

No início do verão de 2015, comecei a trabalhar sobre a arte da capa do novo CD Jackson Michael "Off The Wall".

Eu pensei que iria partilhar alguns dos meus primeiros esboços e ideias aproximadas juntamente com o esboço final, que foi usado.

O conceito foi criar a postura icônica de Michael como se tivesse sido desenhado no giz ou tinta em uma parede de tijolos.

O desenho tinha que ter um visual original, complementando a embalagem inteira do CD, e não conflitar com o texto de giz que era muito bem conhecido pelos fãs.

Aqui estão alguns dos primeiros desenhos que eu estive experimentando com tintas e traços irregulares, tentando capturar uma aparência e estilo...








Mais detalhes no rosto e terno, mas não soltar o bastante, 

precisa ter um logo de visual limpo.



Querendo um logotipo de visual mais forte, muda-se a técnica de impressão litográfica. Eu quis tentar e simplificar as linhas ainda mais ...


Tentando outro estilo rápido até mais solto com os 
monoprints das placas levantados. 
Boa aparência, mas ainda não me bateu...


Começando a gostar realmente das formas simples em negrito, experimentando agora desenhos em painéis de tijolos texturizados. 
Um pouco pesado demais, porém, preenchido demais...




Desenho diretamente sobre paredes de concreto e edifícios era o próximo. Aspecto legal, mas ainda não me bateu...





Precisei voltar a usar linhas. Quando desenho, as linhas armazenam todas as informações, elas criam o que parece um esboço. 
Eu ainda estava experimentando com traços fluidos ...



Agora estou gostando da aparência das linhas de giz... 
Sinto que esta pode ser a melhor direção, mas ainda tem que obter os traços que trabalham melhor e complementam o texto da capa...



Finalmente cheguei ao estilo! 
Depois de centenas de esboços eu percebi que as linhas devem ter um efeito de sobreposição. Isto me dá o visual que eu tenho tentado obter com um espontâneo desenho de giz que vai parecer como um logotipo acabado de MJ e também complementam o texto da capa. Limpas e simples, estas linhas elegantes irão reproduzir muito sobre a textura de tijolos...

Aqui está, o desenho final! 
Este é o atual desenho de giz final que foi usado para a capa de Off The Wall. Depois de tentar centenas de esboços, este foi escolhido pelo Espólio e pela Sony. Eu limpei as bordas e fiz algumas pequenas alterações para algumas das linhas menores e digitalizadas de alta resolução que foi usado no reverso branco na capa.