domingo, 19 de fevereiro de 2012

Eu sou a mosca.

Achei ótimo esse texto, então resolvi deixar aqui registrado e também compartilhar com  meus amigos. ;)

Eu sou a mosca.

Sabe quando você diz que queria ser uma mosca pra poder observar o que alguém está fazendo, em um determinado local?

Arnaldo Jabor é uma mosca diferente, pois moscas não vivem tanto, uma espécie rara de mosca mumificada, mas porque eu estaria chamando-o de mosca? Não, ele mesmo se denominou assim, ao afirmar com tantas certeza “detalhes” sobre a vida de Michael Jackson.



Se você prestar atenção no comentário de Arnaldo sobre o julgamento de Murray, onde ele falou tudo o que queria, menos sobre o julgamento, e comparar com o comentário da jornalista Raquel Sherazade do SBT no dia em que Murray foi algemado se nota a diferença de caráter e ética que está presente na área jornalistica, ela por sua vez, falou sobre o médico, citanto trechos do juramento de Hipócrates, já, Arnaldo tentando procurar sinais de vida em uma mente velha e cansada, usou a câmera como um meio de protestos contra aqueles que condenaram Murray. Não sabia até o momento se estava vendo um comentarista dar sua opinião ou se era um quadro do Zorra total em mais uma tentativa fracassada de arrancar sorriso de quem não consegue ao menos lembrar de que dia foi ontem.

Não, e não é porque ele é idoso, idosos devem ser respeitados, vieram antes de nós, ele veio antes de Michael Jackson, e talvez quando Michael se tornou sucesso ele não tenha aceitado que aquele “garoto negro” fosse aclamado mundialmente.

Dizer que Michael era homossexual e enlouqueceu por não poder se assumir? Se não podemos afirmar algo de alguém que está perto, imagina de quem está longe? O pior não é ouvir opiniões dadas de uma pessoa com cabeça vazia, e sim saber que milhares de outros telespectadores vão tomar isso como verdade.

Profissionalismo? Que palavra é essa? Arnaldo Jabor parecia um menin… Quer dizer, um vovô mimado, que reclama dos jovens por curtirem música pop e não sair desse “trem” chamado computador.

Ele é considerado um formador de opinião, que espécie de sociedade é essa que precisa de pessoas formando suas opiniões como se fosse complicado pensar por si mesmas? Mas, acaba sendo, pois a mídia mais uma vez manipula esses fantoches que acham que estão no comando por terem um controle remoto nas mãos, pobre criatura.

Sei que ele está tomando seu mingau pouco se importando com a repercussão do que disse. Pessoas que não estão na TV podem ser muito melhores em raciocínio do que esses sacos de lixo engravatados que abrem a boca pra despejar todo seu chorume num grande lixão chamado rede globo.

Essa grande mosca de cabelos brancos que provavelmente exige respeito, não pode se esquecer de onde vive, ou seja, nas fezes.

Escrito por: Pâm Mozarckson
............

7 comentários:

  1. Esse Jabor é a larva da mosca-varejeira, isso sim!
    eca... que nojo dele. :(

    ResponderExcluir
  2. Fernanda Capuxo19/02/2012 13:04

    Né amiga!! Esse homem é um nojo.Se acha formador de opinião mas não se dá ao trabalho de pesquisar e adquirir conhecimento para falar sobre determinado assunto.Lamentável.
    Bjs
    Love

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É amiga, ele se acha...apenas isso. Se acha. tsc tsc tsc...
      Ele é um zero a esquerda..por isso apela assim.
      Quem pode brilhar, brilha, e quem não pode, tenta usar a luz dos outros, né?
      Ele é digno de pena...talvez,nem isso.

      Bjsss LOVE

      Excluir
  3. Eu já ouvi muitos comentarios de Jabor, acreditava que ele unia um bom raciocinio com um assunto abordado, no campo politico e de comportamento humano,gostava de muita coisa não posso negar já que isso ocorreu!!!

    Mas com esse comentario que ele fez sobre Michael, em eu acreditava que uma pessoa poderia se matar com uma unica frase, ele MORREU.
    Mosca é muito !!

    Eu imaginei que passei a vida admirando um ser sem base de coração de conhecimento, um verdadeiro OCO.
    Mas para Michael isso era comum, para mim ele foi uma grande surpresa.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Nem eu acreditava
    Corrigindo

    ResponderExcluir
  5. Márcia o mesmo ocorreu comigo.
    Já gostei de alguns textos dele.
    Mas, depois que ele deixou a máscara cair naquele comentário preconceituoso, acabou.
    Ele se revelou ali.
    Então, todos os outros textos perderam o sentido. Se tornaram todos frios, falsos, hipócritas e vazios...assim como ele por dentro.

    Bjsss LOve.

    ResponderExcluir