sexta-feira, 6 de abril de 2012

Ryan White - Dancing The Dream


RYAN WHITE

Ryan White, símbolo da justiça
Ou filho da inocência, mensageiro do amor
Onde você está agora, para onde você foi?

Ryan White, sinto saudades de seus dias ensolarados
Brincávamos despreocupados, em longos jogos



Sinto saudades de você, Ryan White
Saudades do seu sorriso, inocente e brilhante
Saudades de sua glória, saudades da sua luz

Ryan White, símbolo da contradição
Filho da ironia, ou filho da ficção?

Penso em sua vida despedaçada
Em seu esforço, em sua luta

Enquanto senhoras dançam em noite enluarada
Festas de Champanhe em cruzeiros fretados
Vejo sua forma desperdiçada, sua fantasmagórica visão
Sinto suas feridas supurando, seus machucados

Ryan White, símbolo de agonia e dor
Do ignorante medo passando a loucura
Em uma sociedade histérica
Com ansiedade vertiginosa
E piedade fingida

Sinto falta de você, Ryan White
Você nos mostrou como suportar e lutar
Na chuva você foi um dilúvio de alegria
O brilho de esperança em cada menina e menino

Nas profundezas de seu angustiado sofrimento
Estava o sonho de um outro amanhã.

(Poema: Ryan White – Dancing The Dream – Michael Jackson)

.............

14 comentários:

  1. Quantas belezas tristes e quantas tristezas belas,expressadas por esse ser humano incrível através de letras,versos e poesias

    Entre tantas,aqui tem um pedacinho de Michael Ryan White

    “Uma vez em Neverland eu falei ‘Michael, eu preciso ter uma foto sua com o Ryan’, então ele fez sinal para a cozinheira, pedindo que ela fosse pegar uma câmera para que então tirássemos algumas fotos no rancho, e posteriormente ele nos deu a câmera. Lembranças preciosas… Em relação à coisa preferida de Ryan em Neverland, eu acho que ele gostava do cinema, ele gostava de poder fazer aquilo o que queria, de pedir qualquer coisa que quisesse. Foi uma época muito divertida para Ryan. Ele gostava do Bubbles, Bubbles ficava lá e … foram momentos divertidos. Eu acho que as pessoas, para nós, se tornavam amigas do Ryan porque meio que sentiam pena dele, e Michael estava sempre tão impressionado. Eu acho que, talvez, aquela era a realidade de Michael. Mas quando você conhecia Ryan, não sentia pena dele e Michael disse: “Ryan nunca falava sobre sua doença” e continuou: “Ele nunca quis que sentissem pena dele”, então eu realmente acho que eles tinham essa boa comunicação entre eles e respeito um pelo outro. De modo algum eu impedia que Ryan fosse passar um tempo em Neverland. Ryan foi para lá em 1989, logo depois do Natal; aquela foi a primeira vez que Ryan foi sozinho. Havia um respeito entre eles. Quero dizer, é tão engraçado, porque Ryan me ligava e eu dizia “O que você fez hoje?”, e ele respondia: “Esta noite nós assistimos três horas de filmes dos Três Patetas”.Eu acho que Ryan era meio que o mais velho. Ele tinha 18 anos, e era um pouco mais maduro, e eu acho que Michael estava acostumado a passar tempo com jovens e estava muito interessado no que Ryan gostava e no que alguém de 18 anos gostava de fazer. Michael amava crianças. Ele não se importava com suas raças, com suas cores, com qual deficiência possuíam, ou qual era a doença… Michael apenas amava todas as crianças. Michael comprou para Ryan um Mustang 1989. E só de ver a alegria nos rostos das crianças … Mas eu acho que a coisa mais incrível que Michael fez foi o clipe de “Gone Too Soon” … Ai meu Deus … O carro estava parado do lado de fora no pátio, durante o funeral, e as pessoas iam jogando flores, sabe, todos iam deixando uma lembrança. E minha filha Andrea e Michael entraram no carro, e ele o ligou (o carro) e “Man In The Mirror” estava tocando, e as menores coisas deixavam Michael tão feliz. Dava pra notar isso em seus olhos e ele ficou sorrindo de orelha a orelha, e então disse, “Eu fui a última pessoa a quem Ryan escutou”. E eu disse que sim…porque Ryan colocava Man In The Mirror pra tocar várias e várias vezes.

    Três dias depois do funeral, Michael me ligou e perguntou como eu estava. E eu perguntei: “Michael, o que fez com que você e Ryan fossem tão próximos?” Ele disse: “Sabe Jeanne, muitas pessoas não conseguem lidar com quem eu sou, então ninguém age de forma normal quando estou por perto.” Ele disse: “Ryan sabia como eu queria ser tratado, porque era daquela forma que ele queria ser tratado”, e ele falou: “Confiança, Jeanne… Eu não posso confiar em ninguém, porque todos sempre querem alguma coisa de mim.” E então ele disse: “Sabe, Jeanne, eu prometi a Ryan que ele poderia participar do meu próximo clipe. Mas agora que ele se foi, não posso colocá-lo lá, mas eu poderia fazer um clipe para ele?” E eu fiquei tipo: “É inacreditável você fazer um clipe!”, e ele então fez o vídeo chamado “Gone Too Soon”, que, vocês sabem … é uma lembrança que vai permanecer para sempre.”

    http://offthewall.forumeiros.com/t1186-mae-de-ryan-white-fala-de-michael-jackson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui são dois trechos de mais histórias sobre eles


      "Eu tive a visita do pequeno Ryan White na minha sala de jantar falando para a mãe dele à mesa:
      'Mãe, quando você me enterrar eu não quero estar de terno e gravata. Não me ponha terno e gravata. Eu quero estar de jeans e camiseta.'
      Eu disse: 'Com licença, eu preciso ir ao banheiro.'
      Eu corri para o banheiro e chorei. Imagine um garoto de 12 anos dizendo para a mãe como enterrá-lo. Foi isso que eu o ouvi dizer. Como pode o seu coração não amolecer por uma pessoa assim?"
      Ouvir esse garotinho dizer para a mãe como enterrá-lo me machucou. Era como se ele estivesse preparado para isso e quando ele morreu ele estava usando OshKosn jeans, camiseta e um relógio que eu dei para ele.
      Eu me senti tão mal...

      Eu só queria abraçá-lo e beijá-lo, dizer que o amava, e eu fiz tudo isso quando ele estava vivo. Eu cuidei dele e ele ficou na minha casa. Mas vê-lo deitado lá...
      Eu falei com ele: 'Ryan eu prometo que farei alguma coisa em sua honra em meu próximo album. Eu vou criar uma canção para você. Eu vou cantá-la. Eu quero que o mundo saiba quem você é'. Eu fiz Gone Too Soon".

      (Palavras de Michael sobre Ryan)

      DEPOIMENTO DE JEANNE WHITE, MÃE DE RYAN, SOBRE MICHAEL EM JULHO/2009

      A mãe de Ryan, Jeanne, falou no programa "The early show" da rede CBS, sobre as lembranças que tem de Michael e fez questão de defendê-lo. Jeanne conta que ela e o filho ficaram em Neverland e que o rancho de Michael representou para eles o céu e a terra. Disse que seu filho também visitava Neverland sozinho e que amava o cinema, o chimpanzé Bubbles, que seu filho sentia-se à vontade na propriedade de Michael e que para ela, os tempos em Neverland foram PRECIOSAS RECORDAÇÕES.
      Jeanne disse que possui um álbum de recordações de Ryan em Neverland. Disse, ainda, que, a seu pedido, Michael providenciou uma câmera polaroid para que Ryan tirasse as fotos que quisesse do Rancho.
      Contou também que NÃO TINHA RESERVAS EM DEIXAR SEU FILHO COM MICHAEL EM NEVERLAND, acrescentando que Ryan parecia mais maduro com a convivência com Michael.
      Para Jeanne, Michael NÃO SE IMPORTAVA COM A RAÇA, COR, STATUS OU DOENÇA QUE A PESSOA TINHA e que ele SIMPLESMENTE AMAVA TODAS AS CRIANÇAS.
      Jeanne completou dizendo que Michael presenteou Ryan com um carro em 1989, um Mustang vermelho, carro favorito de Ryan e que Michael sentou-se ao lado dela e de sua filha no dia do funeral de Ryan.

      Quando se conheceram

      Michael conheceu Ryan quando seu caso foi comentado na tv americana. Ao saber do fato, Michael, cancelou sua visita à inauguração do Cassino Taj Mahal e voltou imediatamente com Donald Trump para Indiana, com o objetivo de se encontrar com Ryan, passando cerca de quatro horas, consolando a mãe de Ryan, Jeanne.
      Michael levou Ryan para conhecer Neverland, dando muito apoio a ele e sua família.

      Na lápide de Ryan se encontra uma mensagem dizendo:

      'Gonna make it difference.
      Gonna make it right
      Friends Forever.'
      Michael Jackson

      O resto dessa matéria sobre a história de Michael e Ryan esta no link

      http://www.forumneverland.com/t12680-homenagen-de-michael-ao-amigo-ryan-white

      Excluir
  2. Bom dia meninas...

    passando para desejar um feriado prolongado maravilhoso e uma páscoa linda para vcs e suas famílias...que o Michael aonde estiver tenha uma páscoa maravilhosa repleta de paz e amor...e tranquilidade...

    adoro vcs e amo muito o Michael...

    um forte abraço em cada uma de vcs...

    L.O.V.E

    http://www.youtube.com/watch?v=RciVONH03J4

    ResponderExcluir
  3. Eu tambem desejo um ótimo feriado prolongado a todos,e uma Feliz Páscoa

    E que as pessoas comemorem esses dias não só pelo bacalhau com batatas e pelos ovos de chocolate,que elas se lembrem o que verdadeiramente representam essas datas no conceito de cada raça e religião

    A passagem de de Jesus Cristo da morte para a vida"a Ressurreição",a passagem de Deus entre nós e a nossa passagem para Deus

    Assim vendo tambem os verdadeiros significados de cada simbolismo da Páscoa,como;os ovos de Páscoa,o coelho,o cordeiro,o girassol,o círio Pascal,o pão e vinho,a colomba Pascal,o sino e o óleo Santo

    E não tem como não lembrar de Michael em tudo isso,nas mensagens de conscientização,como o fim da escravidão e o inicio da liberdade dos povos,por reconhecermos Deus em nossas vidas e nossas vidas em Deus,e celebrarmos dignamente com alegria na renovação da vida,e acabar com as injustiças,preconceitos e desigualdade entre os povos,pois somos todos irmãos

    Seria bom se lembrássemos disso sempre,sem precisarmos de datas especificas,o mundo seria bem diferente

    Feliz Páscoa a todos,e que o amor de cristo renasça no coração de cada um

    Love

    ResponderExcluir
  4. Fernanda Capuxo06/04/2012 13:17

    Feliz Páscoa a todos com muito amor,é tempo de reflexão sobre a bondade de Jesus por nos permitir está aqui hoje,é tempo de nos lembrar o que ele passou por nós e claro a sua ressurreição.São fatos que devemos ter sempre em mente e em nossos corações não apenas na páscoa,mas em todos os dias do ano.Que essa data especial seja mágica para todos nós.
    E desejo também um excelente feriado.

    Esse poema sobre Ryan White é muito tocante.De vez em quando leio o livro Dancing the Dream, é realmente lindo.
    Amigas recebi ontem meu livro Simplesmente Michael.Já estou lendo e já estou apaixonada pelo livro.
    LINDO LINDO LINDO.
    E continuo firme e forte nas traduções.
    Bjãoo
    Love

    ResponderExcluir
  5. Também desejo a todos uma feliz Páscoa e toda a inspiração que este momento significa para todos nós.
    Tempo de amor, de reflexão, de luz e de sabedoria. Tudo isso está ao nosso alcance, foi nos dado por Deus.
    Jesus precisa de nós para curar o mundo e junto com Michael nós podemos fazer isso. É nosso dever.
    Amei ler mais uma vez esta linda parte da história de Michael e Ryan White, principalmente esta parte:
    "Eu só queria abraçá-lo e beijá-lo, dizer que o amava, e eu fiz tudo isso quando ele estava vivo. Eu cuidei dele e ele ficou na minha casa. Mas vê-lo deitado lá...
    Eu falei com ele: 'Ryan eu prometo que farei alguma coisa em sua honra em meu próximo album. Eu vou criar uma canção para você. Eu vou cantá-la. Eu quero que o mundo saiba quem você é'. Eu fiz Gone Too Soon".
    É isso, tem que se dar valor enquanto a pessoa está aqui entre nós. Michael veio nos lembrar e nos ensinou isso em 25/06.
    Bjs
    L.O.V.E.

    ResponderExcluir
  6. Boa noite meninas. ;)

    Esse fds está meio corridão, quase não está dando tempo de vir pra net, estou com visita em casa. Mas segunda feira tudo volta ao normal. :D

    Esse poema é tão profundo que conseguimos sentir a dor da descriminação. Com essas palavras tão fortes, Michael ativa em todos, a sensibilidade e a empatia. Michael o fez para Ryan, mas vejo Michael nele também. Vejo que esse poema se encaixa tanto em Ryan quanto em Michael. Por isso fiz o cartão, sem o nome Ryan, para Michael. Ambos sofreram a dor da descriminação e da ignorância, ambos sofreram a dor física e moral. No sofrimento de ambos, estava o sonho de um outro amanhã. Um sonho de dias melhores, de mudanças. Um sonho onde atenção, o amor, solidariedade, respeito, sensibilidade e igualdade humana se faça presente em todos.
    Ana, essas matérias sobre Ryan são tão fortes que sempre machucam né? A história de Ryan é como vc disse, linda e triste ao mesmo tempo. Vejo a história de Ryan num todo, sua doença, suas dores, sua força; o amor, o respeito e apoio de Michael a ele...dois anjos que se uniram na dor e através de seus sofrimentos trouxeram mudanças ao mundo.
    Precisamos reunir várias partes dessa história e elaborar uma postagem.
    Aqui vai mais uma parte:
    Quem foi o garoto Ryan White?


    Nascido em 1971 em Kokomo, no estado de Indiana (EUA), Ryan Wayne White teve diagnosticado aos 6 meses de idade uma condição hereditária conhecida como hemofilia A. A hemofilia é uma doença ligada ao cromossomo X que provoca um defeito da coagulação sanguínea, e como resultado, até leves pancadas causam sangramento severo.

    Para tratamento, os hemofílicos precisam receber transfusões do fator VIII, um dos fatores da coagulação sanguínea, que era retirado do sangue de não hemofílicos, o único tratamento disponível à época (Hoje em dia, existem fatores da coagulação sintéticos).
    Entra em cena o vírus.
    (cont.)

    ResponderExcluir
  7. Voltando à Ryan, este permaneceu saudável por toda sua infância, porém em dezembro de 1984, ficou extremamente doente com pneumonia. Teve que ser submetido a uma cirurgia para retirada parcial de um pulmão, e então foi diagnosticado que tinha AIDS.
    Á luz da ciência na época, pouco se sabia sobre a AIDS. Ryan White recebera uma transfusão com sangue contaminado pelo vírus, e devido ao fato deste só ter sido identificado naquele ano, muito do suprimento sanguíneo da época estava contaminado, pois não havia testagem disponível. Estima-se que dos hemofílicos submetidos a transfusões entre 1979 e 1984 nos EUA, 90% tenham sido contaminados.
    Os médicos deram 6 meses de vida a ele.

    De volta às aulas? Não.


    Surpreendentemente, na primavera de 1985, o estado de saúde de Ryan melhorou muito, e sua mãe solicitou seu retorno à escola. Porém, os diretores escolares disseram que não poderia.
    Uma petição formal então foi enviada ao diretor da Western School Corporation (entidade que controlava as escolas da região), solicitando permissão para que Ryan pudesse voltar às aulas, o que foi negado.
    Este fato causou uma batalha judicial que duraria 8 meses.
    Batalha nos tribunais:


    26 de agosto de 1985 – Primeiro dia de aula, foi permitido a Ryan ouvir a aula por telefone.
    2 de outubro – O superintendente da escola mantém a decisão de proibir a presença do aluno
    25 de novembro – O Departamento de Educação de Indiana diz que Ryan deve ser admitido
    17 de dezembro – O conselho da escolha decide por unanimidade que deve recorrer
    6 de fevereiro de 1986 – Novamente o DE julga a favor de Ryan, após inspeção médica por autoridades do distrito.
    21 de fevereiro – Ryan volta à escola. Naquela mesma tarde, uma liminar concedida por um juiz diferente o barra de novo
    2 de março – Os “opositores” de Ryan fazem um leilão no ginásio para obter fundos para manter Ryan longe.
    10 de abril – O caso de Ryan é julgado em instância superior e o veredicto é a seu favor. Ryan volta às aulas.
    18 de julho de 1986 – A Corte de Apelações de Indiana recusa-se a ouvir quaisquer outras apelações.
    Mobilização contra Ryan!


    A escola onde Ryan estudava sofreu enormes pressões de pais e professores, para baní-lo após sua doença ficar notória. 117 pais (de uma escola com 360 alunos) e 50 professores assinaram uma petição encorajando os diretores a afastá-lo.
    Devido à ignorância global sobre a doença na época, o diretor assentiu.


    Mike Huckabee, político norte-americano, defendia a idéia de que todos os soros positivos deveriam ser postos em quarentena.

    Em 1983, a Associação Médica Americana divulgava coisas como “evidências sugerem que o contato domiciliar pode transmitir a AIDS”, e a crença que a doença poderia se espalhar assim era comum. No dia 21/2/1986, quando Ryan voltou à escola, 151 dos 360 alunos ficaram em casa. Ryan também trabalhava como entregador de jornais, e muitas das pessoas na sua rota simplesmente cancelaram a assinatura, por medo de se contaminar.
    (cont.)

    ResponderExcluir
  8. Mesmo com o aval do secretário de saúde do Estado de Indiana, Dr Woodrow Myers, que tinha vasta experiência no tramento de aidéticos em San Francisco, e com um trabalho publicado no New England Journal of Medicine em 86, afirmando que o contato casual não oferecia riscos, pais e professores ignoraram tais recomendações.
    Quando finalmente Ryan foi readmitido na escola, um grupo de pais retirou seus filhos de lá, e iniciou uma escola alternativa. Ameaças de violência e processos continuavam.
    As pessoas na rua gritavam: “Nós sabemos que você é bicha”.
    Até os editores do “Kokomo Tribune”, jornal local que militava pela causa de Ryan foram chamados de homossexuais e ameaçados de morte.
    No ano escolar seguinte, Ryan assistiu as aulas normalmente, porém era infeliz e tinha poucos amigos. A direção da escola o obrigava a comer com utensílios descartáveis e a usar banheiros separados. As ameaças seguiam. Quando uma bala foi disparada contra a janela da casa de Ryan, a família decidiu se mudar de Kokomo. Após o término do ano escolar, a família mudou-se para Cícero, em Indiana. Ryan foi matriculado em outro colégio e (bem) recebido pelo novo diretor e por alunos que receberam educação sobre a AIDS.


    “A Notoriedade do caso pela imprensa…”


    Apesar de isolado na escola, o caso de Ryan White ganhou notoriedade nacional, disparando uma onda de discussão sobre a doença. Ryan aparecia com freqüência nos jornais e televisão, discutindo seu drama. Participou de vários eventos educativos e para arrecadar fundos para vítimas da AIDS.
    Várias celebridades ajudaram e se tornaram amigos dele, como Elton John, Michael Jackson, Ronald Reagan e Kareem Abdul-Jabbar. Pelo resto de sua vida, aparecia frequentemente no talk show de Phil Donahue. Sua atriz preferida, Alyssa Milano, o encontrou um dia e lhe deu um beijo. A casa de sua família em Cícero foi comprada com a ajuda de Elton John, e durante o colegial, White dirigia um Mustang presenteado por Michael Jackson.
    Porém, a “fama” o incomodava. Dizia que trocaria tudo aquilo pela liberdade de sua doença.
    Em 1988, Ryan discursou perante a Comissão de AIDS, do Presidente Ronald Reagan. Contou sua experiência e enfatizou a educação sobre a AIDS, e a diferença que esta fez no tratamento que recebeu em Cícero.
    (cont.)

    ResponderExcluir
  9. Em 1989, a emissora de TV ABC levou ao ar o filme “The Ryan White Story”, contando a vida deste. As pessoas em Kokomo tiveram a sensação que a cidade teve um retrato negativo, o que foi confirmado pelo fato do gabinete do prefeito ter sido inundado por queixas vindas de todo o país. E olha que ele nem era o prefeito na época.



    Legado e morte


    O caso Ryan White fez os Estados Unidos perceberem, junto com outras celebridades que padeceram da doença na época, como Rock Hudson e Freddie Mercury, que a AIDS estava se tornando uma epidemia. Sua morte também inspirou o surgimento de inúmeras entidades para ajuda aos portadores da doença, além do Ryan White Care Act, uma lei americana que propicia fundos para ajudar os portadores mais pobres da doença, mesmo os sem o seguro social.
    Também foi uma importante mudança de paradigma sobre a doença, pois até a época, a AIDS era uma doença atribuída aos gays. Com o preconceito, a AIDS era simplesmente ignorada, e a história de Ryan fez perceber que não era uma doença só dos gays.
    Ryan White e sua família rejeitavam qualquer crítica aos homossexuais. Muitas vezes era taxado de “vitima inocente” da doença, o que negava veementemente, pois isso deixava implícito que os homossexuais eram culpados. E jamais teria vivido tanto tempo sem a ajuda da comunidade gay, pois os gays de Nova York faziam questão que ele soubesse das novidades nos tratamentos antes que estes chegassem a Indiana.
    No início de 1990, a saúde de Ryan se deteriorava rapidamente, e em 29 de março, ele foi internado. Morreu em 8 de abril de 1990, aos 18 anos.
    Seu funeral atraiu 1500 pessoas, entre elas, as celebridades suas amigas. O presidente Ronald Reagan, que era criticado por nunca mencionar a AIDS em seus discursos, naquele dia prestou um tributo a Ryan, o que foi um grande indicativo de como o caso fez mudar a percepção sobre a doença.
    Ryan White foi enterrado em Cícero.
    Seu túmulo foi vandalizado por 4 vezes naquele mesmo ano.

    http://papodehomem.com.br/a-assustadora-historia-de-ryan-white
    ...........

    ResponderExcluir
  10. Ótima Páscoa pra vcs amigas!
    ...e muito ferrero rocher...hummm diliçaaaaa...

    Beijo grande com muito LOVE
    Ótima noite pra todas nós. ;)

    ResponderExcluir
  11. Oi meninas.
    Obrigada por deixar registrado aqui essas informações. Não sabia que o túmulo dele havia sido atingido por vandalismo.
    Estas informações do fórum Neverland eles tiraram do meu blog e não me deram créditos. Agora que eu vi isso. Obrigada por divulgarem isso aqui.
    Eles clocaram até a observação final que eu fiz, mas depois deletei porque achei que era uma opinião pessoal minha e não precisava estar escrito ali. Mas tudo bem, o importante é espalhar a mensagem.

    http://michaeljacksonhumanitarian.blogspot.com.br/2010/01/homenagem-de-michael-ao-amigo-ryan.html

    Bjs L.O.V.E.

    ResponderExcluir
  12. Maíra,ganhei um ovo do meu filho recheado de Ferrero Rocher...hummm...diliçaaa

    Ja proveu alguns,tirei a embalagem dourada...pensamento em Michael embaladinho no traje dourado

    Degustei bem devagar...sentindo o sabor e viajando rsrsrs

    Haaa!!! Ferrero Roger...Mi Morzão!!!

    ResponderExcluir
  13. hummm... miga..vc já tirou a embalagem do ovo todinho e já está degustando?? :O
    ploft.
    Vc é muito afoita..rsrsr :D
    Tb quem não é né? rsrsrs...


    Ana, como não ganhei, então comprei o meu. E adivinha qual?? Ferrerão tb!! :D
    hummm...
    Meu predileto!!
    Salivando, fui tirando a embalagem lentamente, e degustando com os olhos...depois abocanhei tudooooo de vez...nhac!! O.O
    diliçaaaaaaaaaaa...
    Estou com gostinho de quero mais na boca.. :)

    Nosso fofo deve estar sentindo nossa mesma animação, ô se está!! ;)

    Bjão amigas...Uma ótima Páscoa com muito amor, paz e renovação a todas nós!!
    ...e com muito ferrero também!!
    hummmmm...

    ResponderExcluir