terça-feira, 6 de novembro de 2012

LIVRO MOONWALK: CAPÍTULO 1 ( 3/3 ): APENAS CRIANÇAS COM UM SONHO


LIVRO MOONWALK: CAPÍTULO 1 ( 3/3 ): APENAS CRIANÇAS COM UM SONHO





Meu amor por chapéus começou muito antes de "Billie Jean"

Enquanto esperávamos, descobrimos que alguém que tinha nos visto no Apollo, havia nos recomendado para "The David Frost Show" na cidade de Nova Iorque. Estávamos indo para estar na TV! Aquela foi a maior emoção que nós já tivemos. Contei a todo mundo na escola, e contei duas vezes a uns que não acreditaram em mim. Estávamos para aparecer lá em poucos dias. Estava contando as horas. Tinha imaginado toda a viagem, tentando descobrir como seria o estúdio e como seria olhar para uma câmera de televisão.

Voltei para casa levando os deveres que meu professor havia me preparado na viagem. Tivemos mais um ensaio e então tivemos que fazer uma seleção final de músicas. Perguntava-me que músicas iríamos fazer.

Aquela tarde, o pai disse que a viagem para Nova Iorque foi cancelada. Nós todos paramos e ficamos olhando para ele.


Estávamos chocados. Eu estava pronto para chorar. Estávamos a ponto de conseguir nossa grande chance. Como eles poderiam ter feito isso conosco? O que estava acontecendo? Por que Mr. Frost tinha mudado sua opinião? Estava cambaleando e penso que todos estavam também. "Eu cancelei", meu pai anunciou calmamente. Novamente todos nós olhamos para ele, incapazes de falar. "Motown chamou." Um arrepio percorreu minha espinha.

Eu me lembro dos dias que antecederam aquela viagem com clareza quase perfeita. Posso me ver esperando Randy do lado de fora da classe de primeira série da escola. Era Marlon que o trazia para casa, mas nesse dia trocamos.


A professora de Randy desejou-me sorte em Detroit porque Randy tinha contado a ela que nós estávamos indo fazer uma audição para a Motown. Ele estava tão animado que eu mesmo tive que relembrar que ele realmente não sabia o que era Detroit. Toda a família falando sobre Motown e Randy nem sabia o que era uma cidade. A professora me contou que ele estava olhando para Motown no globo da sala de aula. Ela disse que na opinião dela deveríamos fazer "You Don't Know Like I Know" do modo que ela nos viu fazer no Regal em Chicago quando um grupo de professores que se dirigiram até lá para nos ver. Ajudei Randy colocar seu casaco e educadamente concordei em mantê-la em mente - sabendo que não poderíamos fazer uma canção de Sam e Dave na audição da Motown porque eles eram da Stax, uma gravadora rival. O pai contou-nos que as gravadoras levam a sério aquele tipo de coisa, assim, ele queria que soubéssemos que não poderia haver brincadeiras quando estivéssemos lá. Ele olhou para mim e disse que tinha gostado de ver seu cantor de dez anos, fazer onze.

Saímos do prédio da Garrett Elementary School caminhando devagar para casa, mas tivemos que apressar o passo. Lembro-me de ficar ansioso com um carro passar colando em nós, depois outro. Randy pegou minha mão e acenamos para o guarda de passagem. Eu sabia que La Toya teria que sair do seu caminho amanhã para levar Randy para a escola porque Marlon e eu deveria estar em Detroit com os outros.

A última vez que tocamos no Fox Theater em Detroit, saímos depois do show e voltamos direto para Gary às cinco horas da manhã. Eu dormi no carro a maior parte do caminho, assim, ir para a escola aquela manhã não foi tão ruim quanto podia ter sido. Mas no ensaio das três horas da tarde eu estava me arrastando como alguém com pesos de chumbo nos pés.

Poderíamos ter deixado aquela noite logo após nosso número, uma vez que éramos o terceiro da lista, mas isso significaria perder a primeira figura: Jackie Wilson. Eu tinha visto ele em outros palcos, mas no Fox ele e sua banda estavam em um palco elevado que levantava quando ele começava seu show. Cansado como eu estava depois da escola o dia seguinte, lembro-me tentando alguns daqueles movimentos no ensaio depois de ter praticado em frente a um grande espelho no banheiro da escola enquanto as outras crianças olhavam. Meu pai estava satisfeito e nós incorporamos esses passos em uma de minhas rotinas.


Pouco antes de Randy e eu virarmos a esquina para a rua Jackson, havia uma grande poça. Olhei para os carros, mas não havia nenhum, então, eu soltei a mão do Randy e pulei a poça, fazendo pressão com meus polegares para pular sem molhar as pontas da minha calça. Olhei de volta a Randy sabendo que ele queria fazer as coisas que eu fiz. Ele deu um passo atrás para conseguir começar a correr, mas eu percebi que aquela era uma poça muito grande, muito grande para ele atravessar sem se molhar, então, sendo um grande irmão em primeiro e um professor de dança em segundo, eu peguei ele antes que ele caísse e se molhasse.

Do outro lado da rua, as crianças da vizinhança estavam comprando doce e até mesmo alguns que estavam dando-me um tempo difícil na escola perguntaram quado nós iríamos para Motown. Eu lhes disse e comprei doce para eles e Randy também, com minha mesada. Não queria que Randy se sentisse mal por eu ir embora.

Quando nos aproximamos de casa eu ouvi Marlon gritar. "Alguém fecha aquela porta!" O lado do nosso mini-ônibus Volkswagen estava bem aberto, e eu estremeci pensando sobre o frio que iria estar na longa viagem até Detroit. Marlon tinha nos mandado a casa e já estava ajudando Jackie carregar o ônibus com nosso material. Jackie e Tito chegaram em casa em tempo por uma vez. Eles estavam supostamente tendo práticas de basquete, mas o inverno em Indiana não tinha sido nada e estávamos ansiosos para ter um bom começo. Jackie estava no time de basquete do colégio naquele ano, e o pai gostava de dizer que a próxima vez que nós iríamos tocar em Indiana deveria ser quando Rosevelt fosse para os campeonatos estaduais. O Jackson 5 deveria tocar entre os jogos da noite e da manhã e Jackie faria o tiro de lançamento para o título. O pai gostava de provocar-nos, mas você nunca sabia o que podia acontecer com os Jacksons. Ele queria que fôssemos bons em muitas coisas, não somente música. Eu penso que talvez ele tivesse aquele impulso de seu pai, que lecionava. Eu sei que meus professores nunca foram duros conosco como ele era, e eles eram pagos para ensinar e exigir.

A mãe veio à porta e deu-nos a garrafa térmica e os sandwiches que ela tinha embalado. Eu me lembro dela me dizendo para não rasgar a camisa de vestido que ela tinha guardado para mim depois de costura-lo na noite anterior. Randy e eu ajudamos a colocar algumas coisas no ônibus e depois voltamos para a cozinha, onde Rebbie estava mantendo um olho no jantar do pai e outro na pequena Janet, que estava na cadeira alta.

A vida de Rebbie nunca foi fácil como a mais velha. Sabíamos que logo que a audição da Motown acabasse, nós descobriríamos se teríamos que mudar ou não. Se nós mudássemos, ela mudaria para o Sul com seu noivo. Ela sempre correu com as coisas quando a mãe estava na escola à noite terminando o diploma de ensino médio que lhe negaram por causa de sua doença. Eu não podia acreditar quando a mãe nos contou que estava indo pegar seu diploma. Lembro preocupando-me que ela teria que ir para a escola com crianças da idade de Jackie ou Tito e que elas ririam dela. Lembro como ela riu quando eu disse isso a ela e como ela pacientemente explicou que estaria com outros adultos. É interessante ter uma mãe que faz lição como o resto de nós.

Carregar o ônibus foi mais fácil que o usual. Normalmente Ronnie e Johnny teriam vindo para nos dar suporte, mas os próprios músicos da Motown deveriam tocar atrás de nós, então, fomos sozinhos. Jermaine estava em nossa sala finalizando alguns de suas atribuições quando eu entrei. Sabia que ele queria tirá-las do caminho. Ele disse que nós deveríamos ir para a Motown por nós mesmos e deixar o pai, uma vez que Jackie tinha pego a chave do motorista e estava de posse de um molho de chaves. Nós dois rimos, mas no fundo, eu não podia imaginar indo sem o pai. Mesmo nas ocasiões quando a mãe levava nossos ensaios depois da escola porque o pai não havia chegado de seu turno em casa a tempo, ainda era como tê-lo lá porque ela agia com os olhos e ouvidos dele. Ela sempre sabia o que tinha sido bom na noite anterior, e o que tinha ficado inconsistente hoje. O pai saberia disso à noite. Parecia que eles davam sinais ou alguma coisa um ao outro - O pai podia sempre dizer se nós estaríamos tocando como supúnhamos por alguma indicação invisível da mãe.

Não houve um longo adeus na porta quando saímos para a Motown. Mamãe estava acostumada com nossa ausência por dias e durante férias escolares. La Toya ficou um pouco amuada porque queria ir. Ela tinha somente nos visto em Chicago e nunca pudemos ficar tempo suficiente em lugares como Boston ou Phoenix para trazer alguma coisa a ela na volta. Penso que nossas vidas podiam parecer bastante encantadoras para ela porque ela tinha que ficar em casa e ir para a escola. Rebbie tinha suas mãos ocupadas tentando colocar Janet para dormir, mas disse adeus e acenou. Dei a Randy um último afago na cabeça e nós saímos.

O pai e Jackie olharam o mapa quando começamos a andar, a maior parte por costume, porque tínhamos ido para Detroit antes, claro. Passamos pelo estúdio de Mr. Keith no centro da cidade junto ao City Hall enquanto atravessamos a cidade. Tínhamos feito alguns demos no estúdio de Mr. Keith que o pai enviou para Motown depois do disco da Steeltown. O sol estava se ponto quando nós batemos a estrada. Marlon anunciou que se ouvíssemos nossos registros na WVON (rádio - nota do blog) isso iria nos trazer sorte. Todos nós concordamos. O pai nos perguntou se nos lembrávamos o que WVON significava enquanto ele cutucava Jackie para que este ficasse quieto. Fiquei olhando pela janela, pensando sobre as possibilidades que se seguiriam adiante, mas Jermaine interrompeu. "Voz de Negro," ele disse. Logo estávamos dando nomes a todas as estações. "WGN-World's Greatest Newspaper" (O Maior Jornal do Mundo). A Tribuna de Chicago era o proprietário. "WLS -World's Largest Store." (Sears) - (A Maior Loja do Mundo). "WCFL..." Nós paramos, perplexos. "Chicago Federation of Labor,"(Federação do Trabalho de Chicago), o pai dsse, apontando para a garrafa térmica. Viramos para I-94, e a estação de Gary desapareceu sob a estação de Kalamazoo. Começamos a dar voltas procurando músicas dos Beatles na CKLW de Windsor, Ontário, Canadá.

Sempre tinha sido um fã do Monopoly (jogo Banco Imobiliáio - nota do blog) em casa e lá havia alguma coisa sobre como dirigir a Motown que era um pouco como aquele jogo. No Monopoly você pode ir ao redor do tabuleiro comprando coisas e tomando decisões; o circuito de teatro onde tocamos e vencemos concursos era tipo como o tabuleiro do Monopoly cheio de possibilidades e armadilhas. Depois de todas as paradas ao longo do caminho, nós finalmente aterrizamos no Apollo Theater em Harlen, que era definitivamente o parque do lugar para jovens artistas como nós. Agora estávamos no nosso caminho, a estrada principal dirigindo-se para a Motown. Deveríamos vencer o jogo ou passaríamos ao seguinte com um extenso tabuleiro separando nosso objetivo para outro circuito?

Havia alguma coisa mudando em mim, e eu poderia sentir isso, mesmo tremendo no microônibus. Por anos, fizemos o caminho até Chicago perguntando se éramos bons o suficiente para sair alguma vez de Gary, e nós éramos. Assim, pegamos o carro para Nova Iorque, certos de que iríamos afundar se não fôssemos bons o suficiente para triunfar lá. Mesmo essas noites em Philadelphia e Washington não me tranquilizaram o suficiente para me impedir de perguntar se não havia alguém ou algum grupo que não conhecíamos em Nova Iorque que poderia nos vencer. Quando fizemos uma audição demolidora no Apollo, finalmente sentimos que nada poderia ficar no nosso caminho. Estávamos indo para Motown e tampouco nada lá iria nos surpreender. Estávamos indo surpreendê-los, assim como sempre fizemos.

O pai tirou as instruções do porta-luvas e paramos fora da estrada, passando no final da Woodward Avenue. Não havia muitas pessoas nas ruas porque era uma noite de aulas para todos os outros.

O pai estava um pouco nervoso sobre se nossas acomodações deveriam estar ok, que me surpreendeu até eu perceber que o pessoal da Motown tinha escolhido o hotel. Nào estávamos acostumados ter as coisas feitas para nós. Gostávamos de ser nossos próprios patrões. O pai tinha sido sempre nosso agente de reserva, agente de viagem, e gerente. Quando ele não estava cuidando dos nossos arranjos, a mãe estava. Então, não era de admirar que mesmo a Motown conseguiu fazer com que o pai suspeitasse que ele deveria ter feito as reservas, que ele deveria ter tratado de tudo.

Ficamos no Gotham Hotel. As reservas tinham sido feitas e tudo estava em ordem. Havia uma TV em nossa sala, mas todas as estações tinham terminado, e com a audição às dez horas, não era o caso de ficar até mais tarde. O pai nos colocou direito na cama, trancou a porta e saiu. Jermaine e eu estávamos demasiado cansados até mesmo para conversar.

Levantamos todos na hora certa na manhã seguinte; o pai cuidou disso. Mas, na verdade, estávamos tão animados quanto ele e pulamos da cama quando ele nos chamou. A audição foi incomum para nós porque não tínhamos tocado em muitos lugares onde eles esperavam-nos ser profissional. Sabíamos que iria ser difícil julgar se estávamos fazendo bem. Estávamos acostumados com a resposta da audiência se estávamos competindo ou somente nos apresentando em um clube, mas o pai tinha contado que quanto mais ficássemos, mais eles queriam ouvir.

Subimos na VW (Volkswagen - nota do blog) depois do leite e cereal do café. Notei que eles ofereceram aveia no menu, então eu sabia que lá havia muitas pessoas do Sul que permaneciam lá. Até então, nunca tínhamos estado no Sul e queria visitar a parte da mãe no país algum dia. Queríamos ter um senso de nossas raízes e aquelas de outras pessoas negras, especialmente depois do que tinha acontecido para Dr. King (Martin Luther King Jr, ativista político - nota do blog). Eu me lembro tão bem o dia que ele morreu. Todo mundo ficou arrasado. Nós não ensaiamos aquela noite. Eu estava no Salão do Reino com a mãe e alguns dos outros. Pessoas estavam chorando como se tivessem perdido um membro da própria família. Mesmo os homens que usualmente não se comoviam, foram incapazes de controlar sua tristeza. Eu era tão jovem para compreender toda a tragédia da situação, mas quando eu olho de volta para aquele dia agora, me faz querer chorar - por Dr. King, por sua família, e por todos nós.

Jermaine foi o primeiro a localizar o estúdio que era conhecido como Hitsville, USA. Parecia desorganizado, o que não era a mimha expectativa. Nos perguntamos quem podia ver, que podia estar lá fazendo um registro aquele dia. O pai tinha nos treinado para deixar a ele toda a conversa. Nosso trabalho era realizar a performance como nunca havíamos feito antes. E aquilo era pedir muito, porque sempre colocamos tudo em cada performance, mas sabíamos o que ele queria dizer.

Havia muitas pessoas esperando lá dentro, mas o pai disse a senha, e um homem com camisa e gravata veio ao nosso encontro. Ele sabia cada um de nossos nomes, o que espantou-nos. Ele nos pediu para deixarmos nosso casaco lá e segui-lo. A outra pessoa apenas olhava através de nós como se fôssemos fantasmas. Perguntei quem eles eram e quais eram as suas histórias. Tinham viajado longe? Tinham eles estado lá dia após dia na esperança de entrar sem uma consulta?

Quando entramos no estúdio, um dos homens da Motown estava ajustando uma câmera de cinema. Havia uma área instalada com instrumentos e microfones. O pai sumiu dentro de uma das cabines de som para falar com alguém. Tentei fingir que estava no teatro Fox, em cima do palco e que este foi apenas negócios como usual. Olhando em volta, eu decidi que se alguma vez eu construísse meu próprio estúdio, eu teria um microfone como um que eles tinham no Apollo, que subia do chão. Quase caí de cara no chão uma vez descendo os degraus do porão para tentar descobrir para onde o microfone foi quando desapareceu lentamente sob o chão do palco.

A última música que nós cantamos foi "Who's Lovin'You." Quando terminamos, ninguém aplaudiu ou disse uma palavra. Eu não poderia ficar sem saber, então eu soltei: "Como foi?" Jermaine silenciou-me. Os homens mais velhos que estavam atrás de nós estavam rindo de alguma coisa. Olhei para eles com a ponta dos meus olhos. "Jackson Jive, huh?" Um deles chamou com um grande sorriso no seu rosto. Eu estava confuso. Penso que meus irmãos estavam também.

O homem que havia nos levado de volta disse: "Obrigada por terem vindo." Olhamos para o rosto do pai para alguma indicação, mas ele não parecia satisfeito ou desapontado. Era ainda dia quando saímos. Pegamos a I-94 de volta a Gary, vencidos, sabendo que havia lição de casa para fazer amanhã, perguntando se tudo aquilo era o que havia para isso.

VOLTAR PARA:

33 comentários:

  1. Tudo que Michael sonhava ele realizou em sua vida artística, inclusiva o Rancho Neverland, que já era um sonho desde criança, eu acho que ele foi feliz, embora se sentisse solitário e tendo sido alvo de tanta inveja e injustiças, mais isso foi o preço da fama


    Maíra, tem mais partes do livro para postar?

    Eu estava lendo uma matéria sobre Neverland, diz que ela esta muito bonita e sendo restaurada, pelo vídeo da para ver que esta bonita

    Tambem vi um vídeo de dentro da casa aonde Michael "morreu" e que foi vendida, mais ainda não se sabe ao certo quem comprou, a casa é uma loucura, linda, Michael sempre teve bom gosto para tudo, podemos ver isso com Neverland, é um do paraíso

    Eu não tenho nem um pingo de vontade de viajar de avião e nem de navio, prefiro meus pés em terra firme, mais se fosse para ir a Neverland eu encarava quanto tempo fosse em um avião, é o único lugar que eu gostaria de ir fora do Brasil, a não ser se fosse para encontrar Michael em qualquer lugar do mundo, ai eu iria tambem, nem que fosse no fim do mundo, iria de avião, navio, carroça, bicicleta, ate andando eu iria, poderia demorar o tempo que fosse mais eu iria com certeza rsrsrs

    Bjs

    Love

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, a minha opinião é a mesma que a sua.
      Tenho certeza que Michael foi feliz no que se trata de suas realizações artísticas, porque ele não fracassou em nada, tudo que se propôs a fazer fez bem feito, superou seus próprios limites e também todos os outros que nunca foram alcançados por qualquer outro ser humano. Acredito que a única insatisfação de Michael é a percepção profunda da deficiência de amor e respeito que há entre os seres humanos e para com o planeta. Acho que esse é o motivo do seu perfeccionismo, de suas lutas incansáveis.. dar o melhor de si para que todos consigam uma sintonia única de amor, alegria, união, respeito e esperança.

      Amiga, li essa matéria sobre Neverland e fiquei fascinada!! Pensei com meus botões.. e aquela imagem toda destruída de Neverland?? o.O
      rsrs...
      Sabe amiga, não acreditei que Neverland estava naquelas condições, não mesmo.

      Amiga, esse vídeo do interior da casa do fofo eu não vi.

      Coloca o link das duas matérias aqui, pleaseee....

      Eu tb, um dos meus maiores sonhos é conhecer Neverland e abraçar o fofo.. tb iria em qualquer lugar do mundo por ele, até rastejando amiga..rsrsr

      Bjãooo
      LOVE


      Excluir
    2. Ana, terminou o primeiro capítulo,rsrs...
      São seis capítulos ao todo, ok? ;)
      Estou colocando assim dividido pra não ficar muito extenso, porque são capítulos bem longos. E assim dividido dá um prazer maior à leitura, né?
      Fica até mais fácil para interagir caso queira citar algum trecho.

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
  2. Boa tarde meninas...

    Maíra,estou amando a leitura ...maravilhosa!!

    Meninas ...estou com tantas saudades dele...como dói...caramba!!
    O que eu faço??

    "Um dia em minha vida me lembrei de VOCÊ,de seu sorriso,de seu amor,de seu perfume ...e eu ainda te amo Michael...para sempre"

    Com essa canção eu choro tudo o que tenho para chorar...por hoje...

    http://www.youtube.com/watch?v=Vp1DkfXNzQk

    bjs

    L.O.V.E

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Mi. ;)

      Eu também amiga, amando de paixão!!
      Quando li esse livro logo que o Daniel traduziu, li tudo de uma vez, confesso que não me acrescentou tanto quanto agora que estou lendo mais fragmentada. Nosso Michael é perfeito e temos que apreciar a fundo tudo que vem dele, senão ficamos no prejuízo..rsrs... Michael é um fofo perfeito, um anjo de luz!

      Amiga, se eu parar de fazer esse trabalho que venho fazendo para propagá-lo que me dá tanto prazer, mesmo sendo tão desgastante fisicamente, acho que me afundo em dor. Porque a dor é a mesma daquele dia terrível em que ele "se foi", não muda nada, sangra da mesma forma. Garanto que se eu parar e ficar pensando, com certeza me assolo.
      Então mudei a minha forma de agir, porque sei que ficando assim não seria bom nem pra mim, nem pra ele, e não ajudaria em nada. Canalizo a minha dor em prol de Michael fazendo a minha parte. Somente agindo assim é que pude alternar a minha dor com o prazer e a alegria que Michael me proporciona. :)

      Amiga, o que vc faz??
      Faz, isso...canaliza essa dor para as maravilhas que Michael nos proporciona. Assista aos vídeos, ouça suas canções, leia seus poemas várias vezes, traduza você mesma suas músicas... Mergulhe no encanto de Michael, em suas maravilhas, absorva toda a magia que ele oferece pra nós, fazendo assim, com certeza você se sentirá melhor.
      Não adianta se definhar na dor, nada é resolvido dessa forma. Somente quando agimos para nos aliviar é que conseguimos evitar que a dor ganhe a parada e ocupe todo o nosso interior nos matando aos poucos, nos destruíndo...impedindo que possamos ser úteis até para nós mesmos.

      Essa música é divina!! Demais!!
      Um dia em minha vida Michael me tocou profundamente me preenchendo de magia com sua voz, esse momento foi na minha infância.
      Um outro dia em minha vida fui tocada novamente por ele, me preenchendo de compaixão por sua dor, esse momento foi bem distante da minha infância.
      E mais uma vez, Michael me tocou profundamente, mas dessa vez, me preenchendo de dor. E foi através dessa dor que me despertei pra ele, para esse amor tão lindo que sempre esteve dentro do meu ser.
      Não importa de que forma, não importa quando, o importante é amar Michael, é tê-lo dentro de nós e isso nós temos e nunca mais estaremos distantes dele, nunca.

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
    2. Obrigada amiga...pelas palavras de apoio...

      Maíra,eu escuto suas músicas o tempo todo amiga,em casa,no carro,em festas(levo meus cd´s comigo para onde vou)tenho aqui 135 vídeos de músicas dele feitos por mim ...legendados,não tenho canal no youtube,mas estão guardadinhos aqui,quem sabe um dia abro um canal e posto eles na net...são lindos e fiz com muito amor,leio sempre seus poemas,livros e reportagens sobre ele,só não possuo site e Blog,por questões pessoais mesmo,defendo o Michael,como vcs...com unhas e dentes,O Michael me tocou a vida inteira amiga...vejo seus vídeos desde que me entendo por gente enfim,meu problema vai além disso,é claro que nem vc e nem ninguém poderá me entender sobre o que estou passando,acreditar em mim então,sei que muito menos,então eu estou aqui dizendo apenas que fui sincera sobre os meus sentimentos,a dor é diária,vc sente sua dor,eu sinto a minha,a Ana a dela,enfim,cada um sente de sua maneira amiga,e a minha posso te dizer que é terrível,não só pelo fato dele ser meu ídolo,mas também pelo fato de minha ligação espiritual com ele...eu sei que ninguém acredita em mim,mas eu sei que é verdade amiga,e ele também...

      Sobre eu ser útil,penso que sou...afinal tenho família,amigos,casa,trabalho,e ainda ajudo muitas pessoas,mas eu mesma não consigo me ajudar com o meu problema...e isso realmente me destrói,sei que vcs podem achar que sou uma louca que quer se aparecer,mas sou anônima...eu sou sincera e encontrei aqui em vcs um abrigo ...pois na minha vida real,não posso nem ao menos chorar quando escuto suas músicas,pois todos caem matando em cima de mim e me falam um monte...assim:

      "vc é tonta de ficar assim por causa de um cara que nem te conhece"

      "esquece esse homem...pelo amor de Deus"

      "acorda ele morreu"

      "o mundo não é só Michael Jackson"...etc,etc,etc...entende?
      isso porque gostam dele também...mas ninguém aceita a minha dor...ou querem entender...

      Então irão haver dias que estarei mal...e apenas irei derramar lágrimas de dor,pois não posso fugir do que eu sinto,que é real demais em minha mente,pois eu o vejo o tempo todo...ele está comigo,mas ainda assim a dor que sinto é insuportável amiga...

      Talvez sua maneira de ver e sentir o Michael seja completamente diferente da minha,pois pelo que vejo vc sempre se refere á ele com "um anjo de luz"...eu não vejo o Michael como um anjo amiga...o vejo como um ser humano que sofreu muito,que amou muito á todos e seguiu os ensinamentos de Cristo e foi perseguido por conta disso...foi vítima do sistema,da mídia lixo,do racismo,da ambição e da hipocrisia humana...

      Então a minha crença e a sua são diferentes mas nós o amamos e sei que vc o ama muito,sinto isso e é por isso que venho aqui e participo...eu nunca interagi assim antes,aqui eu senti que podia fazer e falar ...mas não sei se vcs não me entendem ou não querem me entender...

      Ninguém é dono da verdade,não sabemos ao certo o que aconteceu com ele,não sei se está vivo,se está morto,se vai aparecer novamente ou se não,estamos todos aqui para aprender algo ...cada um dá o que tem dentro de si...eu faço a minha parte também amiga,dentro de meus limites é claro,mas juntos podemos fazer muito mais...

      Admiro vc e sempre serei grata á vc por nos proporcionar esse espaço,me desculpe se falei demais,eu só quero ser clara aqui com vcs...não preciso repetir a minha história amiga,pois sei que vc sabe do que falo,então é isso...muito da minha dor está na minha alma e vem do passado amiga...não de 20,10,3 anos atrás,mas de muito mais tempo...

      ...não precisa acreditar amiga,apenas entenda esses momentos ruins que eu passo...por favor...eu realmente preciso desabafar as vezes se não eu vou pirar...

      bjs

      L.O.V.E

      Excluir
    3. Mi, com 135 vídeos feitos para o fofo e vc não compartilha??

      Pode não amiga, precisamos propagar todas as maravilhas do Michael e todas que são feitas inspiradas nele. ;)
      Vou aguardar vc abrir seu canal para ver essas maravilhas todas! Amo ver expressões profundas que são inspiradas em Michael.

      Amiga, acredito em você. E mesmo eu não acreditando em regressão, posso te compreender perfeitamente e respeito a sua dor e a sua crença.

      Sei que você entendeu e sabe que em momento algum te depreciei e muito menos te acho inútil.

      Todos estamos fazendo a nossa parte, de um jeito ou de outro, indiferente se tem site ou não.
      Só pelo fato de amar Michael já estamos fazendo a nossa parte, porque estamos unidos e transbordando essa energia do amor e assim contagiando outras pessoas, estamos espalhando nossas melhores energias.

      Quando me refiro a Michael como um anjo de luz, estou expressando sobre sua essência, sobre a elevação que sinto vir dele. Não é porque sinto em Michael uma energia muito elevada que vou deixar de ver o que é óbvio, que ele é um ser humano. Michael é um ser humano, porém muito mais elevado. É assim que vejo Michael.

      Mi, nada tem a ver as nossas crenças, elas não interferem em nada em nossos relacionamentos. O importante é a nossa união, o amor e respeito que há entre nós.

      Sim amiga, ninguém tem a certeza de nada sobre o que aconteceu com nosso fofo, podemos ter apenas as nossas próprias convicções.

      Obrigada Mi, tb te admiro muito e tb lhe sou grata por fazer parte desse espaço, dessa união, dessa sintonia.
      Não precisa se desculpar de nada amiga, aqui o espaço é nosso e do fofo, aqui há liberdade para expressarmos nossas dores e aflições, nossas alegrias, nosso amor...emfim, tudo. ;)

      Não importa aos outros as nossas crenças e sim a nós mesmos, não é? Não importa se outras pessoas acreditam ou não nelas, o importante é saber respeitá-las.

      Amiga, somos todas iguais, independente das nossas crenças e visões, ok? Então, sinta-se a vontade de abrir seu coração quando quiser, é muito importante nossa interação, alivia um bocado. ;)


      Bjãooo
      LOVE








      Excluir
  3. Maíra, eu não sei se é a mesma matéria que vc leu, mais vai ai o link

    http://mjandjustice4some.blogspot.com.br/2012/11/the-truth-about-neverland-ranch-2012.html

    Aqui um pequeno vídeo de Neverland que faz parte da matéria

    http://www.youtube.com/watch?v=tCKcbWKQhNU&feature=share&list=UUqHo4UdmY-wGihI-vVjGZKg



    Esse é da casa que foi vendida


    http://www.eonline.com/news/360249/michael-jackson-death-house-finally-sells-take-a-look-inside-the-18-1-million-mansion

    Tem um outro vídeo que mostra Neverland de um sobrevoo de Helicóptero, aquele sim é muito bonito, vou ver se acho e ai eu posto

    Eu vi umas fotos de Neverland depois que Michael "morreu" e estava bem abandonado, mais depois voltaram a cuidar e hoje esta bonito, dizem que eles fazem festas no rancho, teve uma noticia de que houve um incêndio no rancho, mais como sempre o sensacionalismo exagerado, foi só uma churrasqueira que pegou fogo em uma das festas que fizeram la, mais foi logo controlado

    Bjs

    Love

    ResponderExcluir
  4. Poxa, o vídeo que eu falei do sobrevoo em Neverland não tem mais, esta privado, aquele era lindo, dava para ver direito todo o rancho mais de perto e tinha as imagens melhores

    Eu achei esse mais não é legal como o outro, as imagens não são muito boas e mostra de longe

    http://www.youtube.com/watch?v=ahTG_TWkwic

    Love

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana, por ter trazido os links pra cá. ;)

      Vou ver todos.

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
  5. Eu tambem sinto saudades dele, mais mato um pouco da danada vendo os vídeos de quando ele estava presente

    Nesse vídeo posso ver ele em seu último presente que ele me deu, são cenas dos bastidores de TII, ele esta lindo em todas, amo esse vídeo, ele estava ótimo, e procuro sempre pensar que ele esta melhor ainda agora

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=jZ5P_flNNPQ

    Bjs

    Love

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, meninas, boa noite.Ufa, que dia longo! Acabei de chegar do curso de inglês, vcs acreditam que eu resolvi aprender inglês por causa do Michael? Estou há um ano e meio estudando e já consigo entender muita coisa nas entrevistas dele e música também. Ana, ~estou louca pra assistir esse último vídeo que vc postou sobre TII, mas não consigo abrir. Vou esperar meu marido chegar para me ajudar.Esse vídeo é inédito?Maíra, Michaela, Fátima, Ana, enfim, a todas, grande beijo em vcs todas..........

      Excluir
    2. Pois é amiga,essa saudade tão grande que todas nós sentimos só ameniza com essas maravilhas de vídeos.

      Obrigada por postar! Amei esse vídeo e já coloquei na coleção.
      :D

      Bjãoo
      LOVE <3

      Excluir
    3. Alana, ele abre normal com o link que postei, esse vídeo tem umas imagens de Michael junto da equipe de TII, tem umas cenas que não foram muito mostradas, eu adoro esse vídeo, é lindo, é Michael em suas ultimas aparições, depois veio a ausência "física", é o que temos para recordar

      Bjs

      Love



      Excluir
    4. Alana amiga, acredito sim..rsrs..
      Nosso Michael fez uma transformação geral na maioria..rsr
      Tudo por amor a ele. ;)

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
  6. Eu te amo Michael.....


    http://www.youtube.com/watch?v=Ll92BiBC-B8

    L.O.V.E

    ResponderExcluir
  7. Olá amigas,acho que essa dor de "ausência" nunca vai passar,sempre estará ao nosso lado porque infelizmente é mal de quem ama de verdade.

    Eu as vezes fico até um pouco deprimida com todas as coisas ruins que fizeram a Michael,com o desfecho de toda a história da "morte",e até mesmo por imaginar que não teremos mais Michael como tínhamos antes.Essa hoax foi como uma virada de página,como o início de um novo ciclo,uma nova fase na vida dele,pelo menos é assim que vejo tudo isso.

    Não sei se ele está disposto a voltar algum dia,mas tenho certeza que caso isso não ocorra, essa saudade sempre estará aqui presente,e sempre vai doer da mesma forma e com a mesma intensidade.

    Remédio? Seus vídeos,suas músicas,poemas.... tudo isso melhora um pouco,digo até que anestesia essa falta tão grande dele,por momentos.

    Mas fico feliz também quando vejo o grande homem que ele é e também todo o trabalho que nos deixou,todo esse talento,toda essa magia.
    E penso que ele sempre estará aqui conosco em nossos corações para sempre.Dessa forma,vejo ele vivo eternamente e a dor ameniza. :)

    É bem como a amiga Maíra diz...temos que canalizar tudo isso em amor.. e através de nossas ações procurar amenizar essa dor,a partir de todo amor e alegria que ele nos ofereceu e oferece.

    Hoje sinto o clima um pouco pesado,tanto aqui no blog quanto no meu coração.
    É inevitável esses momentos...

    Deixo um vídeo para essa noite de Terça,com muito amor!!
    Um vídeo que mexe com todas nós profundamente e que emana muito sentimento..

    Michael I love you forever... so much... <3

    http://www.youtube.com/watch?v=_8kIoYzwlRg

    Bjãoo
    LOVE <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.youtube.com/watch?v=b3aQG1UKSQo&feature=related

      Excluir
    2. Fê Man in the mirror e tudo né??
      ...e nosso fofo mais ainda. :)
      Quanta luz, quanta magia..puts!
      Amooooo!!

      "Hoje sinto o clima um pouco pesado,tanto aqui no blog quanto no meu coração.
      É inevitável esses momentos..."

      É verdade amiga, esses momentos em que a dor quer gritar mais alto, são inevitáveis, e quando estamos assim, achamos que o dia não tá legal, que o lugar não tá legal...que nada está legal, que está tudo pesado, chato, sem luz, sem energia... mas,é apenas nossa ilusão, porque o resto está tudo como sempre esteve, nós é que não estamos nos sentimos bem, nós é que estamos com o astral meio pra baixo, pesado em dor, e é com esse olhar de dentro de nós que olhamos para tudo ao nosso redor.


      Obrigada amiga por compartilhar esse vídeos. ;)

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
    3. É verdade amiga. Mas de jeito nenhum penso que o blog está chato ou sem vida.. que isso! O.O

      Quando me referi ao blog é porque eu já estava me sentindo assim hoje,daí quando entrei,li os comentários e vi que não era só eu que estava assim hoje. Por isso comentei do blog está "meio pesado".Não o blog em si.. mas os frequentadores,eu na verdade só comentei um assunto que já estava aqui!
      E acabei dando a minha opinião,sobre como eu estou hoje e o que eu penso disso tudo.

      Esses assuntos em si, parece que não agrada.. a verdade é que eu nem deveria ter entrado na conversa.

      Bjãoo
      LOVE <3


      Excluir
    4. Oh amiga o que é isso! O.O
      Claro que deveria ter entrado na conversa sim. ;)
      Estamos todos interagindo, expondo nossos sentimentos com naturalidade, com espontaneidade.

      Tem dias que estamos assim mesmo e muitas vezes melhoramos muito interagindo. :)

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
  8. Eu prefiro nem falar nada sobre a saudades e a ausência de Michael

    Eu acho que desde muito cedo ele já sabia o que iria enfrentar e fez isso com muita dignidade

    Ele sofreu, nós sofremos a dor dele, e depois sofremos a dor da perda, da ausência, já foi pior, o tempo nos ensina a lidar com certas situações, mais penso que se Michael voltar ele vai sofrer tudo de novo, e nós vamos sofrer novamente com ele, então penso que é melhor ficar como esta, eu acho que ele esta mais feliz assim, não podemos ser egoístas e pensar só na nossa dor, eu o amo muito, mais muito mesmo, e não quero que ele sofra mais, prefiro ficar com a minha dor do que ver a dor de Michael

    Lindo os vídeos Fê, amo demais Man in the mirror, essa musica contem toda a essência de Michael, é o espirito dele contido na musica, é uma entrega total, corpo alma e coração, amo mesmo



    Bjs

    Love

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com você amiga. Se for para ele sofrer tudo de novo,melhor continuar como está,vivendo sua vida com a liberdade e em paz.
      Também não quero todo aquele sofrimento novamente,ainda mais para ele.

      Entre ele infeliz e eu na saudade.. lógico que prefiro eu na saudade.
      Mas essa dor deve ser convertida em mais amor,e por mais difícil que seja.. devemos curtir tudo de bom que ele nos deixou.

      E eu não o julgo,seja lá qual for os motivos de Michael (e acho que são muitos e todos muito justos),estarei sempre com ele,no coração,no sentimento,no espírito.
      É algo muito maior do carne.. é algo divino.
      E ele é muito presente em nossas vidas.É muito sentimento.
      Daí a saudade.
      O seu tamanho só mostra o amor,grande amor que temos por ele. ;)

      Mas sempre respeitarei suas decisões,e mais que isso,apoio todas elas.

      É linda né amiga essa música,eu amo.
      É bem isso mesmo que você escreveu,essa música é a essência de Michael +1 .

      Bjãoo
      LOVE <3

      Excluir
  9. Quando acontecer a ausência física de quem tu amas, lembra-te da sua passagem pela terra. Vá ate o jardim mais próximo, veja e sinta o desabrochar das flores e os seus perfumes característicos

    Procures não ficar tão triste com a sua partida. Quem tu amas tambem desabrochou enquanto permanecia na vida, e se o amavas é porque lhe ofertou amor perfume e cores!

    Erga a tua mente além das ilusões dos sentidos e abra o teu coração em agradecimento ao Amor Maior e a passagem dele pela terra; a esse amor que é a luz de todos nós!

    A ausência é apenas física...deixa marcas indeléveis!!

    L.O.V.E

    ResponderExcluir
  10. Podemos notar que nos shows Michael se entregava totalmente, era pura magia, puro estase, se fundiam musica dança e homem, era tudo um só, quando Michael pisava no palco acontecia uma grande transformação, já nos ensaios não era assim, Michael era mais devagar, mais nem por isso não era esplendido e magnifico nos seus movimentos, ele era fantástico em tudo

    E eu observo isso nos vídeos de Pablito, não tem aquela energia toda que vemos em Michael nos seus shows, mais tem os movimentos precisos das danças, é como se fosse Michael nos ensaios

    Eu vou mais uma vez de Man in the Mirror, mais não de um show e sim de um ensaio, Michael esta divino, lindo e maravilhoso como em tudo e sempre, amo esse ensaio

    http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=Ya2emqwQQao&NR=1

    Love

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana que fofo!! Amo ver Michael nos ensaios. ;)
      Ele disse que não podia dar tudo nos ensaios, tinha que se preservar para o palco, faz parte do profissionalismo.

      É amiga, é isso que tb observo em Pablito.
      Os movimentos são de TII e ele age do mesmo jeito de Michael em TII, improvisando alguns movimentos, acrescentando movimentos novos e são na maioria deles com os braços.

      Bjãooo
      LOVE

      Excluir
  11. Bom dia meninas!

    O assunto sobre Pablo, Michael e a tal casa esta rendendo, vamos ver o que ira acontecer depois dessas eleições nos Estados Unidos, 2012 já esta no finzinho, esse ano passou tão depressa

    Bjs

    Love

    ResponderExcluir
  12. Bom dia meninas!!
    Que o dia de hoje seja bem elevado para todas!!

    Ana, hummm...está rendendo é?
    Esse ano voou. O.O

    Vamos aguardar 2013, estou bem esperançosa com esse ano. ;)

    Bjãooo
    LOVE

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir